BANNER_MUNDO_Mega_1920x350AF
1920x3502
TOPO_SITE_1920_350
051221-N8-December-giveaways-banner-ads-PT-1920x350
WhatsAppImage2021-11-18at124217
01
Royal Pag

Geral

QUE SONHO! Douglas Lopes acorda com KK no big blind e tem que apenas dar call em dois all ins no Bounty Builder US$ 530

Pernambucano levou um bounty e ficou grande no torneio

Publicado

em

Já falamos aqui como a ressaca pós séries tem feito muitos jogadores tiraram um tempo off do poker online. O craque Patrick Leonard inclusive deu oito dicas de como passar por esse momento.

Se alguns prorrogam o tempo off poker, outros se agarram no grind, principalmente por que os grandes nomes do poker mundial estão de folga.

Um dos que não perdeu tempo e voltou à atíva foi Douglas Lopes. O pernambucano aproveitou a sexta-feira (5) a noite para engatar no BOutny Builder US$ 530 e se deu bem em uma mão onde não teve muito trabalho.

LEIA MAIS: Melhores do Twitter: Phil Ivey se posiciona, Joey Ingram indignado e Lex Veldhuis sentimental

Com duas mesas apenas no torneio, a primeira mão na volta de um break foi um sonho para o jogador. Após all in de dois jogadores, ele acordou no big blind com KK e teve só o trabalho de dar call. O baralho foi responsável pelo resto do serviço.

Confira a mão vencida por Douglas em all in triplo:

Geral

Chippix, a nova plataforma de transações automáticas para clubes nos apps de poker, conta com diversos benefícios; conheça

Liderado por Cezar Monti e Sebastião Realino, o Chippix chegou para facilitar

Publicado

em

Postado Por

Foi no início da pandemia, há cerca de 2 anos, que os dois engenheiros mineiros apaixonados por poker, Cezar Monti e Sebastião Realino, perceberam a demora e dificuldade de operação dos clubes de aplicativos de poker e, familiarizados com o mercado, descobriram uma forma de revolucionar a gestão e o pagamento dos clubes on-line, criando a plataforma Chippix.

Hoje em dia a maioria dos clubes de poker de aplicativos ainda contam com um processo manual. Geralmente um responsável de atendimento temo papel de acessar os dados dos jogadores, verificar os valores que devem ser depositados e realizar as transações de fichas manualmente. Esse processo além de dar margem a erros e fraudes, pode levar algumas horas ou até dias para ser efetivado, dependendo do horário de funcionamento e da produtividade do responsável do clube.

Sebastião, que joga poker desde a época de torneios na faculdade, percebeu a alta carga de trabalho manual dos clubes e a demora das transações, então com a experiência profissional soube que poderia construir uma solução para facilitar tanto a vida dos donos de clube, quanto a dos jogadores “já estava passando da hora do clube trabalhar para os seus donos e não só eles trabalharem para o clube. Hoje a tecnologia que criamos no Chippix possibilita isso. Aprovamos transferências via PIX de forma 100% automática e gastamos só alguns segundos.”.

DO PIX AO CHIPPIX

O surgimento do PIX, anunciado em fevereiro de 2020, mudou de forma considerável o rumo de todo o projeto do Chippix, que já havia sendo desenvolvido há meses. “Com surgimento do PIX nós reestruturamos todo o projeto, ainda que fosse a mesma ideia, com automatizações semelhantes, o PIX nos potencializou bastante”, diz Cezar.

Cezar revela também que os feedback dos clubes tem sido positivo “o pessoal me conta que tem sido sensacional. Eles ficaram mais tranquilos, porque desafoga a central de atendimento em cerca de 95%, retirando todas as tarefas mecânicas e delicadas de transação e permite que foquem em promoções e em formas de melhorar as mesas para o jogador”, conta o engenheiro.

Ao todo, o Chippix possui os seguintes benefícios e funcionalidades:

– Controle financeiro;

– Envio de fichas de forma instantânea e 100% automática;

– Envio de mensagem via WhatsApp com as solicitações de saques dos jogadores;

– Dashboard com dados e gráficos do andamento do clube;

– Auto-atendimento aos jogadores;

– Preservação dos dados pessoais dos jogadores;

– Evita fraudes nas compras e saques de fichas;

– Cria anúncios e divulgações diretamente para os jogadores;

– Aplicativo Android/iOS exclusivo aos jogadores para compras de fichas e solicitações de saque

– Disponível para os principais aplicativos de poker;

– Funciona 24h por dia em todos os dias da semana.

Por enquanto o Chippix está disponível apenas para alguns clubes selecionados, mas nos próximos meses os engenheiros avaliam viabilizar a aquisição da plataforma para mais clubes interessados.

Acesse: https://www.chippix.com.br/

Confira o episódio #01 do Poker de Boteco:

 

Continue Lendo

Geral

Michael Wang crava o Evento #05 da Starway to Millions, ganha belo prêmio e assume liderança da PokerGo Tour

Jogador levou mais de US$ 200K e de quebra entrou forte na briga pelo ranking

Publicado

em

Postado Por

O ano ainda está no começo, mas a ação do poker live americano já está bastante frenética. Impulsionados pelos torneios organizados pela PokerGo Tour, os jogadores já estão em ritmo alto no live e diversos nomes já estão surgindo entre campeões para ficar de olho no restante da temporada.

O mais novo nessa lista é o americano Michael Wang. O jogador conquistou ontem a maior premiação até o momento em um dos torneios da série denominada Stairway to Millions. A vitória aconteceu no Evento #05, que teve buy-in de US$ 15.800 e rendeu uma boa forra para o jogador.

Passando pelo field de 43 entradas, Wang ficou no lugar mais alto do pódio e saiu com a bagatela de US$ 219.300. Ele precisou enfrentar uma boa mesa final para conseguir garantir o título do torneio, enfrentando alguns nomes bastante conhecidos do cenário.

LEIA MAIS: Chance Kornuth faz back-to-back e vence dois torneios consecutivos da Stairway to Millions da PokerGo Tour

Como exemplo, ele deixou pelo caminho o americano Bill Klein, terceiro colocado, que levou US$ 90.300, o britânico Stephen Chidwick, quinto, para US$ 51.600 e o também americano Sean Winter, sexto, com US$ 45.150 de premiação. E a mesa final não foi só boa financeiramente.

O novo resultado de Wang nos torneios da PokerGo fez com que o jogador também assumisse a liderança do ranking da série. Ainda que no começo, estar no topo é um combustível para jogar a sério por todo restante do ano, como o próprio confirma: “ajuda a ter um pouco de sucesso, não só pela banca, mas também pela confiança”.

Michael Wang chegou a 354 pontos, bem distante do segundo colocado. Atrás dele, vem o tailandês Punnat Punsri, que ganhou os dois primeiros títulos da série de HR do Venetian e soma 251 pontos, e Alex Foxen, com 191 pontos, completa o pódio. Atual campeão do ranking, Ali Imsirovic aparece na quarta colocação, com 162 pontos

Confira o episódio #01 do Poker de Boteco:

 

Continue Lendo

Geral

Relembre ex-participantes do Big Brother Brasil que também jogam poker; teve até campeão brasileiro

Nova temporada do programa estreia nesta segunda-feira (17)

Publicado

em

Postado Por

O Big Brother Brasil, maior programa de televisão do país, está pronto para começar nesta segunda-feira (17) mais uma temporada. Vira e mexe alguns participantes possuem um vínculo com o poker e dá para encontrá-los, inclusive, em torneios pelo Brasil.

Um ex-BBB que está ultimamente bastante participativo nos grandes eventos é Diego Alemão, o vencedor da sétima edição. Ele já marcou presença em etapas do KSOP e do BSOP e fez bonito no primeiro Maxx Poker Series em São Paulo. Ele foi o sexto colocado do Main Event e conseguiu uma premiação de R$ 40.000.

De acordo com o site Hendon Mob, Diego tem quatro ITMs no BSOP desde 2018 e também conseguiu uma premiação internacional. Ele foi o 53º colocado em um torneio do EPT Monte Carlo em 2019.

LEIA MAIS: Guilherme Cherman volta a brilhar nos torneios High Stakes e é 8º colocado no US$ 25.000 Sunday Super Million HR

Um dos participantes marcantes da primeira edição (BBB 20) com famosos foi o hipnólogo Pyong Lee. Fã de poker, ele já tinha participado em muitas ocasiões de torneios para convidados no BSOP, por exemplo. Ele não perde a oportunidade e também já marcou presença nas mesas após o programa, mostrando ser um grande entusiasta do jogo.

Terceira colocada do BBB 14, Clara Aguiar, assim como Pyong Lee, também gosta de estar de torneios restritos para convidados e esteve em algumas edições do BSOP para brincar com o hobby.

Um participante um pouco esquecido que participou de um evento desse tipo no BSOP é Pedro Falcão, do BBB 18. Numa enorme coincidência, ele participou do torneio das celebridades e jogou ao lado de Pyong Lee. Na época nem se cogitava a presença de “famosos” numa edição do BBB.

Pedro e Pyong Lee

O ex-BBB que tem uma relação de maior destaque com o poker é Marco Marcon. O paranaense está eternizado na história do poker nacional por ter sido o vencedor do ranking do BSOP em 2009. O Campeão Brasileiro participou do BBB 15, mas não durou muito tempo no programa. Ele foi eliminado na 3ª semana do reality show.

Depois da participação, Marco conseguiu dois ITMs em torneios do BSOP. Foi o quinto colocado do Start-Up do BSOP Curitiba em 2017. Alguns meses depois, no BSOP Millions, terminou na 103ª colocação no mesmo evento. Apesar disso, o jogo se tornou um hobby um pouco distante do ex-BBB. Será que o BBB 22 vai revelar mais algum amante do jogo?

Marco Marcon


Para comprar e vender seus créditos de poker, indicamos a ROYALpag.com. Compre e receba em 5 minutos!

Confira o episódio do Depois do River #22:

Continue Lendo
Advertisement

MAIS LIDAS