MUNDO_POKER-GRANDE
120921-n8-September-Giveaway-v2_MPA_portuguese_1920x350
Royal Pag

ONLINE

De dealer a pilar do Supernova Team, Renato Araújo revela bonita e persistente trajetória no poker: “valorizo muito”

O paulista mudou de estado para manter o sonho de ser profissional vivo

Publicado

em

As carreiras no poker acontecem e se tornam realidades das mais variadas formas, mas normalmente a receita principal é muito esforço e dedicação. Não é da noite para o dia que um jogador se torna uma afirmação e o grinder Renato Araújo sabe muito bem disso. Ele precisou percorrer uma longa estrada para chegar onde está hoje.

Renato é um dos sócios do Supernova Team atualmente, mas poucos imaginam o quanto ele plantou para colher esta oportunidade. A relação dele com o poker começou no longínquo ano de 2007, quando o poker ainda engatinhava no país. Renato tinha 17 anos na época e ficou até os 22 jogando de forma recreativa.

“Procurava livros, estudava em fóruns, até quando eu decidi deixar o meu trabalho e focar full time no poker. Meus primeiros cinco ou seis meses fiquei focado, depois entrei para o meu primeiro time no Brasil. Decidi como muitos largar a faculdade, fazia Engenharia e tava indo pro penúltimo ano. Decidi apostar tudo no poker”, conta Renato num script que é bem familiar dos jogadores brasileiros.

A primeira barreira da trajetória foi financeira. “Comecei bem, mas com o deal na época eu não conseguia ter uma renda de ter minhas despesas pagar”, lembra. “Foi quando recebi o convite do Rodrigo Garrido, na época atual campeão brasileiro. Ele ia abrir um clube em Blumenau/SC, e me chamou para trabalhar como dealer. Sabia que ia ter muita dificuldade, era um salário só para pagar despesas mesmo”.

LEIA MAIS: Com estrutura sólida e planos ambiciosos, Supernova Poker Team abre seletiva para novos jogadores; conheça

Renato é de Cordeirópolis, uma pequena cidade com menos de 30.000 habitantes no interior de São Paulo. “É oito horas de Blumenau, vim para uma cidade vizinha de Blumenau chamada Gaspar. Grindava durante o dia e dava carta a noite, foi assim por longos dois anos”, conta. Foi nesse período que ele descobriu a veia de professor.

“Nesses dois anos eu comecei a perceber que eu gostava de dar aula de poker para as pessoas a minha volta ali que tinha interesse em saber coisas técnicas sobre o poker. Percebi que gostava de ensinar e falar sobre, foi ali que comecei a ter meus primeiros alunos”. Foi nessa época qu

Depois disso, o “anaheimteam” recebeu o convite do Stars Team. Foram cinco anos de casa. Ele começou com instrutor e ainda foi Head Coach e gestor do time por esse longo tempo. “Fizemos uma parceria de sucesso”, comenta o regular. Estabilizado, o paulista foi seduzido pelo projeto do Supernova para, enfim, chegar no status atual.

“Estou aqui há quatro meses, um projeto que gostei muito e acreditei bastante nas ideias dos sócios, se alinha bastante com o que eu acredito dentro do poker. Fazer algo bastante profissional e alcançar grandes objetivos. É um desafio bem legal que encontrei aqui e a gente está animado, trabalhando junto, pra fazer um trabalho legal”, fala Renato.

LEIA MAIS: Da vida rural ao poker: André Luís Andrade relata apoio do Supernova em downwswing e trabalho como instrutor: “missão”

“Eu sempre digo pros meus jogadores que agradeço demais por ter demorado a “dar certo”. Levei uns dois anos pra viver apenas dos resultados como jogador e isso pra mim foi muito importante pra entender a natureza do jogo, pra testar o quanto eu queria fazer acontecer, por mais que difícil que estivesse nunca deixei de estudar e grindar. Isso me ajudou a me formar como profissional. Hoje, depois de várias conquistas, valorizo muito porque sei que não foi fácil e que são as dificuldades que moldam o tipo de profissional que vamos ser. Por isso acredito que se você estiver em uma fase ruim, aproveite, foque no que está ao seu controle e dê o seu melhor. É o momento onde mais você vai aprender e vai te diferenciar dos demais”.

De casa nova e pronto para novos voos, Renato sente que os ideais estão alinhados com o Supernova Team para um futuro bem promissor e próspero.

“Minha trajetória no poker me ensinou que você saber onde quer chegar e ter um propósito alinhado com objetivos te faz ir longe e fazer coisas incríveis. O que me move são os tamanhos dos desafios. Quando me foi apresentado o projeto da Supernova, o planejamento e o investimento que fazem pra alcançar esses grandes objetivos, me fez querer fazer parte dessa história”

“Construir uma grande organização e comunidade de poker, proporcionar uma estrutura que permita o jogador sair do zero e alcançar alta performance e ajudar players realizar o sonho de profissionalizar. Isso me brilhou os olhos, porque meu trabalho como gestor profissional e técnico é proporcionar a milhares de jogadores a realizar o sonho de viver de poker. Me sinto realizado em fazer parte de tudo isso”, finaliza.

As inscrições estão abertas através deste link. Clique para fazer a sua! Para conferir ainda mais informações, você pode acessar o site do Supernova ou então segui-los e ficar por dentro de todas as novidades no Instagram do time.

Faça seu comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ONLINE

Jaime Conrado tem grande desempenho e conquista o $55 Mini Bounty Builder HR do PokerStars

Os jogadores conseguiram ótimas premiações nessa sexta-feira (17)

Publicado

em

Postado Por

Jaime Conrado

A sexta-feira (17) foi de bons resultados para os jogadores brasileiros que engataram nos torneios regulares do PokerStars. Um dos destaques vai para Jaime Conrado, que conseguiu uma grande cravada no $55 Mini Bounty Builder HR.

Jogando o torneio através de sua conta “EqualizeSTAR”, o grinder não tomou conhecimento da concorrência de 2.904 adversários e foi o grande campeão da disputa. Pelo desempenho na cravada, Jaime Conrado foi muito bem recompensado com um prêmio de US$ 15.631.

Além disso, no $109 Daily Cooldown, um dos torneios mais esperados da grade turbo do site, onde 837 entradas foram registradas, a vitória também foi brasileira. Breno Pilon “bcpgamer”, da PokerLab Team, sagrou-se campeão após cinco horas de jogo. Assim, o título lhe rendeu US$ 11.176 para seu bankroll.

LEIA MAIS: Gustavo Mastelotto é vice-campeão do Evento #99-H na saidera do WCOOP; Bernardo Dias também chega

Pouco depois, no Hot $33, que teve 679 entradas ao total, de maneira idêntica aos outros torneios, a vitória também foi brasuca. O jogador de futebol Bruno Bonfim, mais conhecido como ” Dentinho”, que pilota a conta “mlk017” não deu nenhuma chance aos concorrentes e ficou com a bela cravada. Como resultado, ele ganhou US$ 2.815 pela vitória.

Logo após, jogando o $109 Fast Friday Early Edition, que teve 89 jogadores na disputa, o jogador “ArtPokerReg” foi campeão. Ele começou o dia de grind já garantindo um bom prêmio e adicionou US$ 2.113 para seu bankroll.

Por fim, no $109 Fast Friday Late Edition, o jogador Lucidio Gaspar, o “Devolve_PS” alcançou a mesa final. Enfrentando o field de 238 entradas, ele finalizou a sua participação na terceira colocação. Pelo resultado, “Devolve_PS” viu seu bankroll aumentar em US$ 2.475.

Para comprar e vender seus créditos de poker, indicamos a ROYALpag.com. Compre e receba em 5 minutos!

Confira o episódio #19 do Depois do River:

 

Continue Lendo

ONLINE

“grnetys0o” é campeão do Bounty Hunters Special $126 do Natural8

Os jogadores resolveram aproveitar o dia para garantir bons resultados

Publicado

em

Postado Por

A sexta-feira (17), foi um dia de ressaca para os jogadores brasileiros no Natural8. Com o fim das séries, poucos continuaram a rotina de grind e conseguiram bons resultados no site. Um dos principais foi o grinder “grnetys0o”.

Jogando o Bounty Hunters Special $216, ele enfrentou e não tomou conhecimento de 257 jogadores adversários na disputa. “grnetys0o” foi o grande campeão do torneio e viu seu bankroll aumentar em US$ 5.845.

Posteriormente, no Bounty Hunters Special $210, que teve 111 jogadores, a vitória foi do jogador “tHeClEvErBoY”. Ele deu um show atropelando a concorrência, sendo muito bem recompensado em US$ 5.499.

LEIA MAIS: Lituano vai caçar bounties com 72, dá falinha após acertar o flop e apanha com justiça no river; confira

Chegou a hora de disputar os grandes torneios do online! Crie sua conta no Natural8 e ganhe um bônus no primeiro depósito

Em seguida, no GGMasters Daily $25, que teve 1.542 jogadores na disputa, o Brasil fez dobradinha. Gean Schmitt, o “geancs”, derrotou “BeWaterMF” no heads-up e ficou com o título. Os jogadores receberam US$ 5.263 e US$ 3.946.

Além disso, no Daily Special $88 , que registrou um total de 293 entradas, o grande campeão foi o jogador “EHUMANTONIO”. Ele não deu chances aos outros, conquistou o título e levou um prêmio de US$ 4.847 pela performance.

Por fim, no Bounty Hunters Special $21 , a vitória também foi brasileira. O piloto da conta “CallValito”, atropelou a concorrência de 1.687 jogadores e ficou com o título. Pelo desempenho na cravada, ele somou um prêmio de US$ 2.745 para seu bankroll.

Para comprar e vender seus créditos de poker, indicamos a ROYALpag.com. Compre e receba em 5 minutos!

Confira o episódio do Depois do River #19:

Continue Lendo

ONLINE

Yuri Martins fica na segunda colocação do ranking High do WCOOP por detalhe; Talal Shakerchi vence

Uma diferença de apenas 10 pontos separou os dois jogadores

Publicado

em

Postado Por

O WCOOP 2021 terminou nesta semana e finalmente o desfecho das disputas do ranking também foi concluído. Depois de dias intensos de disputa, a jornada terminou. Yuri Martins bem que lutou e chegou bem perto, mas terminou a corrida da variante High com a segunda colocação por uma diferença irrisória.

O paranaense fechou a disputa com 945 pontos e ficou atrás do bilionário Talal Shakerchi, o “raidalot”, por apenas 10 pontos. Com uma incrível participação que foi finalizada com três títulos incríveis nesta edição, Yuri foi agraciado com uma recompensa de US$ 10.000 pelo vice-campeonato no ranking High.

LEIA MAIS: WCOOP: Brasil fecha com recorde avassalador de 57 títulos; Yuri Martins leva três e quarteto é bicampeão

Shakerchi ficou com o prêmio de US$ 15.000 pelo ranking e, de quebra, também faturou o ranking geral do WCOOP, conquistando mais US$ 25.000. O britânico somou 1.800 pontos e venceu a concorrência do russo “FONBET_RULIT”, com 1.680, e de Patrick Leonard, o “pads1161”, que fez 1.615 pontos.

No ranking geral, o Brasil teve o craque Bernardo Dias no sétimo lugar. O jogador do 4bet Team terminou a corrida com 1.150 pontos, muito também pelo ótimo desempenho nos mixed games. Ele também ficou em sexto na variante Medium. Pablo Brito, o “pabritz”, foi o oitavo colocado da variante High.

Confira como ficou o ranking High:

1º – Talal Shakerchi “raidalot” (Reino Unido) – 955 pontos – US$ 15.000

2º – Yuri Martins “theNERDguy” (Brasil) – 945 pontos – US$ 10.000

3º – João Vieira “Naza114” (Portugal) – 890 pontos – US$ 5.000

4º – Patrick Leonard “pads1161” (Reino Unido) – 765 pontos

5º – Simon Mattsson “C.Darwin2” (Suécia) – 640 pontos

6º – “WhatIfGod” (Suécia) – 635 pontos

7º – Konstantin Maslak “krakukra” (Rússia) – 630 pontos

8º – Pablo Brito “pabritz” (Brasil) – 620 pontos

9º – Andras Nemeth “probirs” (Hungria) – 590 pontos

10º – Jussi Nevanlina “calvin7v” (Finlândia) – 560 pontos

Para comprar e vender seus créditos de poker, indicamos a ROYALpag.com. Compre e receba em 5 minutos!

Confira o episódio #18 do Depois do River:

Continue Lendo
Advertisement

MAIS LIDAS