Banner Cash Game
WhatsAppImage2021-11-18at124217
011121-N8-November-Giveaway-portuguese-1920x350
1920x35011
01
Royal Pag

Geral

É DELE! AJ Kelsall crava WSOP Global Casino Championship e encerra temporada 2020 com primeiro bracelete da carreira

Os jogadores Michael Trivett e Brad Albrinck completam o pódio da disputa

Publicado

em

(Crédito: WPT)

O Global Casino Championship foi a última oportunidade para os jogadores tentarem conquistar o bracelete de ouro das temporadas 2019/2020 WSOP Circuit, que havia sido interrompida por conta da pandemia.

O evento registrou 130 entradas e quem saiu vitorioso neste domingo (13), na WSOP.com, foi AJ “RandyLerch” Kelsall após 11 horas de jogo.

LEIA MAIS: Tô na Área: Marcelo Valadão relembra vice no Sunday Million, missclick que rendeu big hit e realização dos sonhos da esposa e mãe com o poker

LEIA MAIS: Daniel Negreanu é o bolha da mesa final do WSOP Global Casino Championship e perde chance de bracelete

Esta foi a primeira vez na vida que o americano soltou o grito de campeão na maior série de poker do mundo. A batalha para realizar o sonho foi cheia de altos e baixos para AJ que, no final, deu a volta por cima e superou Michael “annie_r_u_ok” Trivett no heads-up disputadíssimo.

Pela cravada, “RandyLerch” faturou o prêmio de US$ 275.632. Enquanto o 2º colocado levou US$ 170.344 e o Brad “bd3303” Albrinck, no 3º lugar, recebeu US$ 120.161. Para AJ Kelsall, assim como para muitos, possuir um título de campeão da WSOP é um sonho se tornando realidade.

Vale ressaltar que para participar do Global Casino Championship, o jogador precisa ter ganhado um Main Event do WSOPC ou terminado como Casino Champ. Ademais, qualquer player que ganhou um anel durante a temporada ou terminou entre os 100 primeiros no Jogador do Ano da WSOP de 2019 teve a opção de fazer o buy-in de $ 10.000 de forma direta.

De acordo com o The Hendon Mob List, o AJ “RandyLerch” Kelsall possui um histórico de participações na série e neste ano garantiu cinco mesas finais, mas nenhuma de grande destaque. Ao todo, o americano possui US$ 1.721.397 de ganhos e boa parte se deve a WSOP.

No currículo, Kelsall também traz três anéis da WSOP Circuit, sendo dois deles adquiridos em 2019 e um em 2015 quando chegou ao topo do pódio do evento pela primeira vez.

Além disso, existe uma outra série na qual ele já brilhou como vencedor, o Winter Poker Open na cidade de Tampa, na Flórida, em 2014. Até então o prêmio desta competição, de US$ 124.731, era a maior forra que AJ Kelsall havia conquistado.

Confira a premiação dos finalistas:

1º – AJ “RandyLerch” Kelsall – US$ 275.632

2º – Michael “annie_r_u_ok” Trivett – US$ 170.344

3º – Brad “bd3303” Albrinck – US$ 120.161

4º – Michael “miw210x” Wang – US$ 87.098

5º – Shawn “Saygoodnight” Daniels – US$ 64.735

6º – Sam “BickDutt69” Cosby – US$ 49.541

7º – Eric “powwow” Ethans – US$ 39.055

8º – Frank “spaghettiii” Marasco – US$ 31.672

Geral

Justin Bonomo supera Bryn Kenney e retoma a liderança da All Time Money List depois de dois anos

O americano cravou um torneio no WPT Five Diamond e levou quase sete dígitos

Publicado

em

Postado Por

A coroa da “All Time Money List” trocou de dono. A lista que conta as premiações de jogadores do mundo todo nos torneios mais destacados teve uma mudança ontem (03) após o craque Justin Bonomo vencer um torneio nos Estados Unidos. Com isso, ele voltou para a primeira colocação ao superar o compatriota Bryn Kenney.

Bonomo cravou o US$ 100.000 NLH PokerGO Tour High Roller introduzido no WPT Five Diamonds, no cassino Bellagio, em Las Vegas, para levar uma belíssima forra de US$ 928.200. Com isso, a lenda alcançou a marca de US$ 57.047.264 em ganhos nos torneios ao vivo, recuperando a primeira colocação depois de um período de pouco mais de dois anos.

LEIA MAIS: Tomada por profissionais, mesa final do Main Event do BSOP Millions tem Maurício de Farias na liderança; confira

O ex-líder Bryn Kenney, um pouco sumido das mesas desde o início da pandemia, agora aparece na segunda colocação com US$ 56.907.385, totalmente na cola de Bonomo. O reinado dele havia começado no dia 1º de agosto de 2019, quando foi vice-campeão do Triton Super High Roller, o torneio mais caro da história, num acordo que rendeu US$ 20.563.324.

Kenney não deu as caras na disputa da WSOP 2021, mas na semana passada estava em Las Vegas para “negócios”, aproveitou para jogar um High Roller de US$ 25.000 do Aria e mostrou que segue afiado, pois ficou com o vice e um prêmio de US$ 503.880. Esse foi o único ITM de Kenney contabilizado pelo Hendon Mob desde o início da pandemia.

Para voltar a primeira colocação, ele terá que se esforçar, pois Justin Bonomo está vivendo um grande momento. As últimas cinco premiações do craque nos feltros ao vivo foram três vices e duas cravadas, todas em eventos high stakes. Esses resultados renderam US$ 3.784.028 e são os motivos da retomada da liderança.

Para comprar e vender seus créditos de poker, indicamos a ROYALpag.com. Compre e receba em 5 minutos!

Confira o episódio do Depois do River #22:

Continue Lendo

Geral

Com grande blefe durante a FT e cooler na mão final, Gediminas Uselis crava o Main Event do WPT Seminole RRPO

Jogador garantiu o título para a Lituânia

Publicado

em

Postado Por

Gediminas Uselis

A WSOP acabou nos Estados Unidos, mas o jogo passou longe de parar em território americano. Por lá, estava rolando a série Rock ‘N’ Roll Open, no Seminole Hard Rock Cassino, e um torneio específico era especial. Se travata do Main Event da série, que valia um título de WPT.

O WPT Seminole Hard Rock ‘N’ Roll Poker Open tinha o buy-in de US$ 3.500 e atraiu um grande field. Foram 1.566 inscrições, com todos os jogadores em busca de uma glória definitiva. Mas somente um deles conseguiu se sagrar campeão, superando todos os obstáculos pelo caminho.

Foi o lituano Gediminas Uselis, que conseguiu sua maior premiação ao vivo com o baita resultado de US$ 778.490. Em grande fase, Uselis já havia cravado outro Main Event no último mês, na série Deepstacks do Venetian. Na ocasião, ele levou US$ 325.428, sua segunda maior forra.

LEIA MAIS: BSOP Millions: Guilherme Beavis acerta belo call contra Rafael Matos e puxa um pote grande no Main Event

O jogador da Lituânia teve vida complicada na mesa final, mas suas decisões foram cruciais para chegar até o título. Em um dos momentos mais delicados, um enorme blefe fez com que ele disparasse na liderança, lugar que não saiu mais após ter vencido a mão.

A jogada aconteceu no 4-handed, nos blinds 150.000 / 300.000. O lituano subiu com A4 e viu o rival Jacob Ferro defender com 98 e Selahaddin Bedir também entrar na jogada. Depois de check no flop T54, Bedir saiu apostando 850.000 no turn 5 e foi pago por Uselis, mas Ferro foi para o check-raise de 2.100.

Bedir foldou e Gediminas pagou, com ambos vendo o river 9. Agora com dois pares, Jacob Ferro apostou 1.500.000. Com dois pares menores, Uselis gastou dois timebanks e resolveu transformar a mão em blefe. Ele anunciou o raise para 6.000.000, um fake all in, e viu o rival foldar, puxando o pote crucial do dia.

Depois, foi só seguir com a confiança extra pra cravar a competição. O rival no heads-up foi o mesmo Jacob Ferro, que não levou sorte contra o lituano. Na mão decisiva, um all in pré-flop de QQ x JJ decidiu o torneio a favor de Gediminas Uselis. Ferro, com o vice, levou US$ 573.605.

Confira a premiação da mesa final:

1 – Gediminas Uselis – US$ 778.490
2 – Jacob Ferro – US$ 573.605
3 – Harout Ghazarian – US$ 380.000
4 – Selahaddin Bedir – US$ 282.380
5 – Clayton Maguire – US$ 211.925
6 – Anshul Rai – US$ 170.835

Para comprar e vender seus créditos de poker, indicamos a ROYALpag.com. Compre e receba em 5 minutos!

Confira o episódio do Depois do River #22:

Continue Lendo

Geral

Felipe Mojave lança brincadeira no Instagram e seguidores brilham com comentários hilários; confira alguns

Embaixador do GGPoker entrou na onda e se divertiu com comentários

Publicado

em

Postado Por

Felipe Mojave

O brasileiro Felipe Mojave é um dos jogadores mais reconhecidos do Brasil. Com longa carreira, o craque hoje também tem a função de produzir conteúdo, sendo um dos streamers de maior sucesso na Twitch, além do papel de embaixador que tem na GGPoker, sendo o cara do país por lá.

Um dos nomes mais ativos na WSOP deste ano, Mojave aproveitou a série não só para jogar, mas também para reforçar seu trabalho de embaixador com o site que patrocina. Ele apareceu diversas vezes do companheiro de casa e amigo Daniel Negreanu, assim como fez diversas ações com a marca.

LEIA MAIS: Segundo em fichas, Niklas Astedt é eliminado precocemente após blefe gigantesco contra CL na FT do Super MILLION$

Aproveitando o momento onde todos estão em evidência, a GGPoker fez uma brincadeira no Instagram e o brasileiro seguiu a onda. Ele compartilhou em suas redes sociais uma foto com quatro dos embaixadores da empresa, valendo US$ 100 para quem dissesse o melhor nome de banda com as feras.

Na foto, aparecem, além de Mojave, Daniel Negreanu, Bertrand Grospelier, o “ElkY”, e Jason Koon. A chance de levar um dinheiro extra se somou com a criatividade dos seus seguidores e diversas respostas na publicação foram hilárias, com alusões sensacionais entre bandas famosas e poker.

A imagem feita pelo GGPoker que despertou a criatividade dos brasileiros

Separamos algumas delas por aqui. Qual é a melhor? Opine em nossas redes sociais.

The BadBeatles
Bet Streets Boys
Guns N’ Folds
Guns N’ Hold’em
Mojalvin e os esquilos
Os Barões da Badzinha
Par de Damas do Sucesso
Gambles N’ Roses
The Bad Beat Boys
Quarteto Foldástico
Full Fighters
Bet Zeppelin
Foldplay
Pink Fold
Raise Against The Machine
Arctic Donkeys
GeeGees

* O link original pode ser visto aqui.

Para comprar e vender seus créditos de poker, indicamos a ROYALpag.com. Compre e receba em 5 minutos!

Confira o episódio do Depois do River #22:

Continue Lendo
Advertisement

MAIS LIDAS