Slider
Siga-nos

WSOP

Vitória de Hossein Ensan foi ponto fora da curva na média de idade dos vencedores do Main Event da WSOP desta década; entenda

O jogador alemão foi o mais velho a vencer desde 1999

Publicado

em

(Crédito: WSOP)

O Main Event da WSOP não aconteceu fisicamente neste ano, mas as curiosidades sobre o torneio sempre estão no ar. Uma delas é a média de idade dos vencedores por década. Ao longo do tempo, o número foi caindo consideravelmente. No final da década de 70, por exemplo, a média de idade foi de 49 anos. Nunca mais houve uma acima disso.

Na década seguinte houve uma queda brusca para 37 anos, mas um ligeiro aumento nos anos 90 para 41 anos. Depois disso, a primeira metade do novo século derrubou o número para 33. Até o ano passado, a média de idade da atual década caminhava para apenas 27 anos (26,77 exatamente) de idade. O mais velho da lista era Qui Nguyen, vencedor aos 39.

LEIA MAIS: Você sabia? Apenas no segundo torneio da vida, Stu Ungar desfilou toda a genialidade para vencer o Main Event da WSOP

O ponto fora da curva se tornou o alemão Hossein Ensan. Ele foi o grande campeão do ano passado e se tornou o jogador mais velho a conquistar o torneio desde 1999, quando o americano Noel Furlang marcou o nome no torneio aos 61 anos. A vitória de Ensan encerrou a contagem da década e aumentou a média para 29,6. Quase 30 anos de idade.

Ensan ainda bateu no heads-up o jogador italiano Dario Sammartino. Na época, ele tinha 33 anos. Se o “Super Dario” tivesse ganhado o torneio, a média ficaria em 27,4.

Confira a média por década:

1970s – 49 anos

1980s – 37 anos

1990s – 41 anos

2000s – 33 anos

2010s – 29,6 anos

Confira a idade dos vencedores dessa década:

Jonathan Duhamel – 23

Pius Heinz – 22

Greg Merson – 24

Ryan Riess – 23

Martin Jacobson – 27

Joe McKeehen – 24

Qui Nguyen – 39

Scott Blumstein – 25

John Cynn – 34

Hossein Ensan – 55

Notícias

Midas Poker Team promove review solidário do MILLIONAIRE MAKER com Caio e Dan Almeida em apoio ao Outubro Rosa; saiba mais

O encontro acontece no dia 29 de outubro e será transmitido no Twitch

Publicado

em

Postado Por

Não é nenhum espanto vermos a comunidade do poker engajada em causas sociais e disposta a ajudar o próximo. Seguindo esses valores, o Midas Poker Team realiza mais um evento solidário neste ano. Desta vez, o time de poker vai reunir os irmãos Dan e Caio Almeida para um Review Milionário. O objetivo é apoiar o Outubro Rosa, a luta contra o câncer de mama.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), para 2020 é previsto 66.280 novos casos de câncer de mama no Brasil. Lembrando que tanto a mulher quanto o homem podem ser afetados pela doença. Por isso é importante a prevenção e realização de exames como a mamografia. Dessa forma, dependendo do resultado, o paciente é encaminhado para o devido tratamento, aumentando as taxas de cura.

LEIA MAIS: Olivier Busquet critica elogio de Galfond para Hellmuth e chama o “Poker Brat” para um desafio de heads-up com aposta paralela; saiba mais

LEIA MAIS: Em terra de craques, Martin Jacobson seria líder do All Time Money List da Suécia sem hit do Main Event da WSOP

Tendo em visto os dados alarmantes, o Mida Poker Team fará um review do MILLIONAIRE MAKER da WSOP 2020 no qual Caio Almeida se consagrou vice-campeão, conquistando uma forra milionária. A chance de você aprender um pouco mais com grandes nomes do cenário nacional acontecerá na quinta-feira (29), às 19h, no canal “danalmeida2” no Twitch.

Todo o valor arrecadado durante a transmissão será doado integralmente para uma instituição de combate ao câncer de mama. Durante este ano, o time já colocou em prática a mesma ideia durante a pandemia para ajudar a Associação Pró-Esporte e Cultura (APEC) e o projeto Aproximar, que leva crianças em vulnerabilidade social de São Paulo e Paraná para conhecerem a praia.

Continue Lendo

Geral

Olivier Busquet critica elogio de Galfond para Hellmuth e chama o “Poker Brat” para um desafio de heads-up com aposta paralela; saiba mais

Se Hellmuth aceitar a proposta, este será o terceiro desafio de heads-up que participa no ano

Publicado

em

Postado Por

(Crédito: PokerGo)

A comunidade do poker não para de dar sua opinião sobre os elogios de Phil Galfond ao jogo de Phil Hellmuth no High Stakes Duel. Depois de Fedor Holz criticar a performance de “The Poker Brat” que, por sua vez, não ficou calado. Agora o profissional Olivier Busquet resolveu falar o que pensa das habilidades do dono de 15 braceletes da WSOP.

O Busquet ficou incomodado com a análise de Galfond e disse o seguinte no Twitter. “Facilmente, uma das coisas mais tolas que já li de alguém que respeito. Perdeu o ponto ou está totalmente errado em quase todas as questões substantivas e um verdadeiro pedido de desculpas formal para o mais desrespeitoso e ego maníaco mais detestável do setor. É como a síndrome de Estocolmo”, escreveu.

LEIA MAIS: “Um out da justiça”: Olívio Gontijo arruma milagre em all in pré-flop e a reação dele é daquele jeito; assista

A esposa de Galfond, Farah, saiu em defesa do marido discordando da opinião de Olivier. Ela deixou claro o ponto de vista do especialista em Omaha em relação ao Hellmuth e o que cada um tem o direito de ter a própria opinião. Em seguida, Busquet escreveu uma série de anotações nas quais falava que a lealdade existente no casal força a defender posicionamentos insustentáveis.

Ele também concordou que não se expressou bem no tweet anterior então se propôs a explicar extamente o que pensava. Entre alguns dos pontos citados, o americano disse que não concorda com o fato de Galfond desconsiderar o comportamento de Hellmuth na mesa, não se tratando apenas dele fazer escolhas não convencionais na disputa, mas sim a série de escolhas deste tipo que constantemente fazem com que ele se superestima e subestime seus oponentes.

Bem educado, Galfond agradeceu o colega pelo ponto de vista e que pode existir uma discussão saudável entre eles. O dono do Run It Once Poker aproveitou para resumir as várias críticas que recebeu da comunidade por ter elogiado Phil Hellmuth.

“Vários jogadores discordaram da minha postagem. Para simplificar (mais), os 2 principais argumentos contra isso são: 1) O comportamento de PH é tão ruim que ele não merece elogios públicos de mim, mesmo que sejam precisos. 2) Ele não é um grande jogador”, comentou dando sequência ao tweet a seguir.

“O nº 2 foi parte da premissa da minha postagem – a comunidade de elite do poker online criticou o jogo de PH por mais de uma década. #1 é uma opinião que eu entendo, mas não defendo. Em ambos os casos, parece uma situação de ‘concordo para discordar?’ Respeito os dois argumentos – costumava acreditar no n.º 2.”, concluiu.

Mais um desafio

Mas a história não parou por aí. Olivier Busquet convidou Phil Hellmuth para um desafio. “Eu previ que haveria muitas respostas a este tweet crítico de meu jogo pessoal, então deixe eu colocar meu dinheiro (e o seu) onde minha boca está. Já que estamos fazendo as coisas formalmente agora, eu desafio formalmente @phil_hellmuth para uma partida de HU”, twittou.

De acordo com o dono de mais de US$ 9 milhões de ganhos em torneios ao vivo, o desafio de heads-up terá como campeão aquele que primeiro obter 50 vitórias e será no mesmo formato do High Stakes Duel, com buy-in de US$ 10.000.

Além disso, haverá uma aposta paralela de US$ 100.000 com odds de 2 (Hellmuth) para 1 (Busquet). Ou seja, se Phil levar a melhor, ele ganhará US$ 200.000 enquanto o Olivier receberá US$ 100.000 se for o vencedor. O americano também garantiu ao “The Poker Brat” que ficará responsável por todos os custos da viagem dele e que a batalha será transmitida ao vivo com comentários.

Até o momento da publicação desta matéria, Phil Hellmuth não havia se pronunciado se aceita ou não a proposta. Lembrando que ele já aceitou o desafio de heads-up de equipes de Bill Perkins e ainda precisa se preparar para o Round 3 contra Antonio Esfandiari no High Stakes Duel.

Continue Lendo

Geral

GGN8 Network: “dfranco13” leva Brasil ao pódio de dois torneios e Dalton Hobold é vice no Daily Main Event $200

“VAALAAMITO” foi campeão do Daily Special $55

Publicado

em

Postado Por

(Crédito: KSOP)

A bandeira verde e amarela continua com tudo no GGN8 Network. Nesta quarta-feira (07), “dfranco13” levou o país ao pódio em dois torneios, faturando um total de US$ 11.713.

No GGMasters Daily $25, o player superou os 2.444 concorrentes, ganhando US$ 8.251. Já no Bounty Hunters Special $21, “dfranco13” foi vice do field de 2.301 participantes, puxando o prêmio de US$ 3.462.

LEIA MAIS: Phil Galfond elogia jogo do xará Hellmuth e se desculpa por críticas no passado; Fedor Holz discorda e brinca: “acho divertido jogar contra ele”

LEIA MAIS: Phil Hellmuth responde crítica de Fedor Holz sobre seu jogo com lista de braceletes: “não estava esperando”

Além disso, no Daily Main Event $200, Dalton Hobold, pilotando a conta “morgota”, conquistou a medalha de prata entre os 370 adversários, levando para casa US$ 9.117.

Enquanto isso, no Daily Special $55, Marcelo “VAALAAMITO” Valadão garantiu o lugar mais alto do pódio do field de 965 oponentes, recebendo US$ 8.003.

Confira os resultados de quarta:

Evento Jogador Colocação Prêmio
Bounty Hunters Special $84 William “MeltingPoint” Barbosa US$ 4.640
Daily Monster Stack $20 Lincoln “fnx” Lau US$ 4.340
Daily Special $125 Renan Bruschi US$ 4.238
Bounty Hunters Six Shooter $126 “japaa777” US$ 3.404
Bounty Hunters Daily Main $52.50 Renan “TonioloRenan” Toniolo US$ 3.256
Daily Special $33 Elivelton “eliveltontp” Escobar US$ 3.001

Continue Lendo
Advertisement

MAIS LIDAS