BANNER_MUNDO_Mega_1920x350AF
WhatsAppImage2022-01-26at083226
TOPO_SITE_1920_350
BannerSite_1920x350px
WhatsAppImage2021-11-18at124217
Royal Pag

Geral

Tô na Área! Triple Crown, mudança de estilo de vida e confusão de Patrick Leonard: conheça o craque Roberto Firmino

O player comentou sobre a constante confusão com o nome no poker online

Publicado

em

Não são todos que têm no currículo o título da Triple Crown Online e hoje você vai conhecer a história de um dos jogadores que fez essa façanha: Roberto Firmino, e não o confunda com o jogador da Seleção Brasileira como o Patrick Leonard fez recentemente.

O mineiro Firmino até confessou que esta não foi a primeira vez da confusão. “É algo recorrente nas mesas do PS já que meu nick se refere ao meu nome, mas foi muito bacana ver um cara que é referência no esporte, mesmo que por engano, se referir a mim”, disse. 

Mas voltando ao assunto da Triple Crown, o player foi campeão na mesma semana do Double Deuce no PokerStars, do Bounty Hunter $55 no partypoker, e no Daily Special $33 do GGN8. “Me sinto muito realizado com todo esse êxito conseguido nesse mês, veio para coroar todo o estudo e dedicação que eu tive e só me motiva para buscar mais”, contou. 

Assim como a maioria das profissionais de poker, Roberto Firmino descobriu o poker através de amigos e logo que iniciou os estudos universitários percebeu algo fundamental para se tornar quem é hoje. “Já sabia que não era aquele caminho predefinido ali que eu queria seguir e fui estudando mais e buscando evoluir no poker que me interessava bem mais no momento”, falou. 

Como o mineiro já tinha nas veias a competitividade e a disciplina herdadas da época do futsal, logo se encontrou no esporte. No entanto, a família ficou com o pé atrás com a decisão de investir no jogo de cartas.

Meus pais sempre me apoiaram muito em tudo, mas teve sim um conflito no início quando as coisas não dão muito certo no curto prazo. É muito difícil explicar para alguém de fora do poker que você pode ficar um tempo consideravelmente grande sem lucrar. Os pais sempre querem o melhor para o filho e no momento não parecia que o poker era a melhor decisão. A minha família também tem um histórico um pouco negativo com jogos e apostas em geral, o que influencia essa resistência inicial”, comentou. 

Levando o poker mais a sério

Não à toa Firmino tem no seu perfil do Instagram a frase em inglês que diz o seguinte: “a maioria das pessoas morre aos 25 anos e não é enterrada até os 75 “. Para o jogador o significado dela é muito simples e funciona como um guia. “Representa a vontade e necessidade de sentir a sua vida e não tratá-la como uma lista de compras e chegar no final do dia enganado e frustrado porque fez tudo que queriam que você fizesse e não o que você deve fazer”, explicou.

Seguindo sua vontade de viver do poker, em 2018, quando conquistou resultados significativos no online e live, Roberto decidiu realmente se tornar um profissional. “Bem no início da minha trajetória, eu entrei para a CardRoom que foi uma experiência bem curta. Depois fiquei muito tempo jogando por conta até que no ano passado eu entrei para o extinto Resenha, que se fundiu com o Samba, e desde março jogo para um time gringo chamado PokerDetox”, revelou. 

De acordo com o player, os estudos também ficaram mais contínuos na rotina e direcionados ao fazer parte de time de poker. “Consegui organizar melhor meu tempo, estudar o que eu realmente precisava para evoluir e ter um suporte muito bom tirando dúvidas”, falou. 

Assim, mantendo o foco nos estudos e a determinação de fazer história no esporte da mente, Roberto Firmino se consagrou campeão mineiro de poker. “Foi uma experiência muito legal além de ser um torneio que eu sempre quis cravar desde que comecei a jogar poker”, disse.

Passado e Futuro

“Além da mudança de time, comecei a fazer terapia, parei de fumar e adquiri hábitos mais saudáveis nesse período, o que melhorou a qualidade do meu grind e foi essencial para esse bom momento que eu vivo” disse Roberto Firmino

Porém, antes de Roberto Firmino viver esta época de tantas conquistas no online e no live, ele passou por um momento complicado recentemente. “2019 foi um ano muito complicado para mim, onde eu sofri demais, mas evoluí com essa experiência. Eu vim de um 2018 muito bom no poker e no aspecto pessoal, e no início do ano tomei a decisão de focar mais no poker live sem ter a banca necessária para aguentar a variância (ainda jogava por conta), e quando ela chegou isso me abalou bastante psicologicamente. Comecei a jogar mal e questionar bastante a minha decisão, fiquei muito inseguro e me sentia perdido constantemente e no momento eu era muito orgulhoso para pedir ajuda (sempre gostei de resolver tudo sozinho)”, revelou. 

Até que o jogador viu que a melhor alternativa no momento era pedir ajuda e que tudo bem fazer isso, afinal, em algum ponto da vida, vamos precisar estender a mão para isso ou para ajudar o próximo. Então o profissional entrou em contato com o até então Resenha Poker Team. Com o suporte e coaching de feras nacionais como Pedro Padilha, Pitão e João Fera, Roberto Firmino começou a mudar o cenário no qual se encontrava.

Depois com a fusão do Resenha e Samba, o campeão mineiro encontrou outro o time para continuar a sua evolução nas cartas. “Foi aí que o PokerDetox entrou na minha vida, com um método de ensino que e se provou bastante eficaz para mim, consegui evoluir bastante em pouco tempo e me adaptei muito bem ao time, que tem um suporte fenomenal em todos os aspectos. Além da mudança de time, comecei a fazer terapia, parei de fumar e adquiri hábitos mais saudáveis nesse período, o que melhorou a qualidade do meu grind e foi essencial para esse bom momento que eu vivo”, comentou.

Então tudo começou a se encaminhar e aí veio tanto o título em Minas Gerais como o Triple Crown Online, que vocês já sabem. Mas quais serão os próximos passos do craque no poker? Alguém se arriscaria dizer como ele quer estar daqui a cinco anos? É melhor deixá-lo falar, né? “Eu pretendo chegar ao topo do esporte, virar referência no jogo e ter uma carreira consolidada sendo capaz de bater os limites mais caros online”, falou ele que tem como inspirações Phil Ivey,  Ivan Stokes e Pedro Padilha. 

Enquanto a gente fica de olho nos próximos passos do Roberto Firmino, vai aqui os agradecimentos dele para quem sempre o apoiou nesta trajetória no poker. “Primeiramente os meus pais que sempre me ajudaram nos melhores e piores momentos, minha irmã  e terapeuta Grécia Catarina e a minha família em geral. Depois agradecer os meus amigos que sempre me ajudaram da forma que conseguiram, Quarteto TAMO JUNTO!! Agradecer também a turma do Resenha que me deu uma oportunidade muito boa e na qual aprendi bastante e agradecer ao Ivan e ao PokerDetox que contribuem diariamente com o meu crescimento”, comentou.

Geral

Timofey Kuznetsov acerta hero call desmoralizante contra Perkins e desencadeia acusações e briga em cash game HS

Discussão acalorada aconteceu no chat da mesa no GGPoker

Publicado

em

Postado Por

Timofey Kuznetsov

O tradicional volume e encontro de grandes nomes nas mesas de cash game high stakes ganhou um capítulo bastante quente durante este mês. Jogando nas mesas do GGPoker, dois nomes bastante conhecidos do cenário acabaram se envolvendo em uma longa discussão após uma jogada.

Jogando cash game com blinds US$ 500 / US$ 1.000, estavam reunidos na mesa alguns jogadores como Wiktor Malinowski, Isaac haxton e Marius Gierse, além de Timofey Kuznetsov, o famoso “Trueteller”, e Bill Perkins, empresário recreativo que sempre aparece no jogos mais caros de poker.

LEIA MAIS: “Virado”, Peterson Machado bate Elvis Renan no heads-up e crava o Freeroll do Ranking Top 36 no KSOP Fortaleza

Foram os dois últimos citados os responsáveis por armar a discussão, cercada de acusações, ameaças e até um aposta gigantesca. Para entender o ocorrido, é necessário saber o que aconteceu na mão. Com , Kuznetsov abriu para US$ 2.000 e Perkins, “GASTRADER”, 3-betou para US$ 7.025.

O russo pagou e ambos viram o flop . Perkins seguiu com uma aposta de US$ 5.527 e o “Trueteller” novamente pagou. O turn foi um e aí os jogadores deram check. No river , Timofey deu novo check, mas Perkins decidiu apostar, indo para US$ 27.805, o valor do pote no momento.

Kuznetsov passou a pensar, e mesmo com quatro carta de paus na mesa e apenas A high, decidiu pagar. No final, o hero call foi certeiro e desmoralizante, já que Perkins tinha . O russo levou o pote de US$ 83.415, mas foi aí que toda a discussão se desencadeou.

Inconformado com o hero call do rival, Bill Perkins escreveu no chat que parecia que o russo sabia as cartas que estavam sendo descartadas. Ele não gostou nada. O “Trueteller” rebateu de maneira dura e a briga se estendeu, com direito até a colocar US$ 10 milhões em jogo. O clima realmente esquentou.

Confira abaixo:

BP: Quase como se você soubesse descartar a mão
TK: lol você está falando sério? 
TK: é sério que você está afirmando uma p*rra dessa?
TK: Consegue dizer isso na minha cara?
TK: GG tem todas as cartas descartadas
BP: eu vou dizer isso direto na sua cara
TK: 10M a seus 10m, qualquer teste razoável que executamos mostrará que estou limpo
BP: Wiktor tem meu número, pode ligar eu digo em vídeo não tem erro aqui
TK: isso é uma coisa muito irresponsável que você disse

Bill Perkins

Para comprar e vender seus créditos de poker, indicamos a ROYALpag.com. Compre e receba em 5 minutos!

Confira o episódio #02 do Poker de Boteco:

 

Continue Lendo

Geral

Phil Hellmuth vence revanche contra Tom Dwan em novo grande duelo e recupera cinturão do High Stakes Duel

O maior campeão da WSOP voltou a ser o dono do High Stakes Duel e garantiu US$ 400 mil

Publicado

em

Postado Por

Phil Hellmuth

Foram sete vitórias consecutivas para Phil Hellmuth no High Stakes Duel. O duelo de heads-up entre o maior campeão de todos os tempos da WSOP e outros desafiantes só conhecia um campeão até 2021, quando o algoz Tom Dwan surgiu no caminho. O “Durrrr” foi o primeiro a vencer Hellmuth na competição, na oitava partida, e passou a ser o nome a ser batido.

Mas é claro que o antigo dono do posto não deixaria barato. Pouco depois da derrota, o Poker Brat já anunciava que iria fazer questão da revanche, que valeria um total de US$ 400 mil e o lugar no trono do High Stakes Duel. Pois bem, a partida aconteceu nesta última quarta-feira e as coisas voltaram a ser como eram.

LEIA MAIS: KSOP Fortaleza: No duelo de Midas no High Roller Light, Ramon Kropmanns leva fatiada de Gerson Braga em all in pré-flop gigantesco

Em uma partida com tudo o que se esperava, e bastante midiática, claro, Hellmuth conseguiu finalmente vencer o antigo carrasco para recuperar o lugar que custou tanto a sair. A disputa entre as duas lendas do poker foi marcada por uma boa runnada do maior campeão da WSOP, um certo azar de Dwan e, sempre, alguns tilts comuns de Phil.

A partida começou bastante equilibrada. Com tempo confortável, os jogadores trocaram algumas fichas e foi Dwan quem tomou uma pequena vantagem na liderança a princípio. Mas se a pressão de uma possível nova derrota poderia comprometer um pouco a estratégia de Hellmuth, uma boa runnada não permitiu que isso acontecesse.

Uma das principais mãos do duelo foi um exemplo disso. Com 74, o “Poker Brat” acertou uma trinca de 7 contra o TT de Tom Dwan e conseguiu puxar um grande pote, que deu uma vantagem expressiva para o dono de 16 braceletes da WSOP. Ele seguiu comandando o jogo e pouco depois resolveu as coisas.

High Stakes Duel III Round 2

“Isso é bom. Tom é apenas um dos maiores jogadores do mundo”, comentou o campeão. Hellmuth também comentou sua estratégia, dizendo que não gosta de fazer muitos blefes (e sim pegá-los), mas alterou a forma de jogo para deixar Dwan desconfortável, já que ele era realmente muito bom. Deu certo.

Na mão final, um clássico coin flip definiu a vitória para Phil Hellmuth. Seu AK superou o 88 de Dwan no board 52K66 e finalizou o confronto. Hellmuth voltou a ser o rei do High Stakes Duel. Porém, a história não terminará por aí. Isso porque Tom Dwan seguirá o exemplo do rival e já informou que exercerá o direito de revanche.

Ainda sem data para acontecer, a nova partida vai render US$ 800 mil para o campeão, o dobro do que Hellmuth garantiu ontem.

Para comprar e vender seus créditos de poker, indicamos a ROYALpag.com. Compre e receba em 5 minutos!

Confira o episódio #02 do Poker de Boteco:

 

 

Continue Lendo

Geral

Jonathan Jaffe é campeão do Lucky Hearts Poker Open US$ 25.500 e garante bicampeonato consecutivo

Americano também havia vencido em 2020, mas faturou ainda mais nesta edição

Publicado

em

Postado Por

Jonathan Jaffe

Alguns jogadores de poker tem uma clara preferencia por uma forma de jogo. No caso do americano Jonathan Jaffe, ele é um dos que preferem o poker ao vivo e o profissional soma excelentes resultados na carreira. Agora, ainda ontem, Jaffe conseguiu mais um grande feito.

Ele foi o grande campeão do Lucky Hearts Poker Open, um high roller de US$ 25.500 que por si só já seria uma conquista excepcional. Nesta competição, o profissional dos Estados Unidos enfrentou um grande field de 93 pessoas e faturou enormes US$ 574.085.

LEIA MAIS: Com quadra, streamer implora por shove de rival, é atendido e se choca com derrota praticamente impossível

Mas não bastasse a grande vitória, Jaffe aumentou o feito. Isso porque ele era o atual campeão do torneio. A última edição, disputada em 2020, também havia sido vencida por ele. Na época, ele bateu os 41 jogadores do field e faturou US$ 340.285. Depois de ontem, ele se tornou bicampeão de maneira consecutiva, um feito raro.

Ele não pôde deixar de comemorar e comparar os dois: “este teve o field maior, mais dinheiro. Estou feliz com isso”, contou. Jaffe também acabou mantendo a humildade, dizendo que nunca havia runnado tão bem quanto hoje em um torneio high roller. “Eu continuava ganhando all-ins mesmo atrás e ia ganhando fichas. É uma sensação peculiar”, explica.

O profissional acertou um acordo com Joseph Cheong no torneio. Líder do HU, ele ficou com mais dinheiro, o troféu e o título de campeão. Cheong recebeu US$ 540.000 pelo vice-campeonato. Ele ainda contou um pequeno segredo que o faz se dar bem no torneio: “moro a 15 minutos daqui e adoro. Eu vou para casa para o jantar, e você simplesmente não pode superar isso”, brinca.

Para comprar e vender seus créditos de poker, indicamos a ROYALpag.com. Compre e receba em 5 minutos!

Confira o episódio #02 do Poker de Boteco:

Continue Lendo
Advertisement

MAIS LIDAS