Slider
Siga-nos

Notícias

SCOOP: Will Arruda cai na bolha do US$ 5.200 (Ev # 57-H) do SCOOP com bad beat dolorosa

O sócio do 4bet Poker Team foi elimnado em 22º, sendo que 20 seriam premiados

Publicado

em

Foto: Arthur Oliveira

Cair na bolha nunca é uma sensação legal. Cair na bolha de um torneio de $ 5.200, pagando mais de US$ 200.000 para o campeão e principalmente segurando KK, é para a decepção ser ainda maior.

Quem passou por essa experiência hoje foi o sócio do 4bet Poker Team, Will Arruda. O “hellzito” do online tinha pouco mais de 15 blinds quando o Evento # 57-H marcava 22 jogadores. Apesar de ter um dos menores stacks, Will seguia pilotando bem o short stack, algo que já havia lhe rendido um bom prêmio na noite de hoje.

LEIA MAIS: Ligado ao poker desde os 10 anos, Belarmino de Souza colhe os frutos em ascensão meteórica: “vivendo um sonho”

Após dar raise, ele tomou 3-bet de “xnrobix”, um dos maiores stacks no momento. Com KK, não pensou duas vezes em anunciar all in. Uma dobra praticamente o colocaria em ITM, com a primeira faixa pagando US$ 15.865. Ele só não contava com o que viria no board.

Com 21 jogadores no golpe, Rafael Moraes “GM VALTER” é o último brasileiro no folhe, em busca da forra que vale US$ 201.606.

Confira como foi a eliminação de “hellzito”:

Errata: publicamos que se tratava do Evento #54-H, quando na verdade se trata do Evento #57-H

Geral

Lista de maiores prêmios online do poker brasileiro em MTTs mudou 80% em pouco mais de ano e mostra a evolução do país

O paranaense Caio Almeida foi o último jogador a entrar no seleto top 10

Publicado

em

Postado Por

Até o ano de 2017, o poker online do país ainda estava distante do sucesso atual, momento mágico em que os jogadores estão colecionando resultados expressivos praticamente todas as semanas. Uma das provas disso é a análise da lista de maiores prêmios da história em torneios. Para ter ideia, o triênio 2014, 2015 e 2016 sofreu pouquíssimas alterações. Foi em 2017 que essa história passou a mudar. Ainda mais depois dos últimos 15 meses.

Durante o SCOOP de 2017, antes da metade do ano, dois jogadores conseguiram entrar na lista: Léo Tobias “Léo82” e Vico Scarpini “Vico$carpini”. Para efeito de comparação, a forra de Tobias na época, US$ 586.344, valeu a segunda colocação na lista, só atrás do hit de Yuri Martins no WCOOP 2014, que ficou disparado na ponta por três anos.

Três anos se passaram e agora nenhum dos dois aparece no top 10 de maiores prêmios. O reinado de Yuri Martins acabou e, aos poucos, o hit dele foi caindo até ser o último a sair da lista em agosto deste ano.

A evolução da lista começou ainda em 2017, mais para o fim do ano, com a realização do WCOOP. No Main Event High da série, Bernardo Rocha “MachadadaRS” e Alexandre Mantovani “Cavalito” escreveram um dos capítulos mais marcantes do poker brasileiro, terminando respectivamente como terceiro e quarto colocados.

Bernardo foi o responsável por tirar Yuri do topo, colocando um baita salto na premiação. Ele ganhou US$ 848.015, assumindo a liderança. Alexandre Mantovani com seus US$ 612.697 também ganhou um lugar na lista. Se alguém imaginou que o gaúcho ia segurar a liderança por muito tempo, errou feio. O reinado durou pouco e deu início a era dos “milionários”. Ele é atualmente o jogador mais antigo do top 10.

LEIA MAIS: Pedro Madeira é banido do GGPoker e tem fundos confiscados; Mundo Poker tem acesso aos e-mails e detalha o caso

Além da melhora técnica dos jogadores brasileiros e o crescimento dos times, é claro que a oferta cada vez mais caprichada de torneios, com os sites oferecendo garantidos exorbitantes, também ajudou bastante. Mas os jogadores daqui aproveitaram esse fator com maestria. Cinco meses depois do hit de Rocha, brilhou a estrela de Luís Felipe Taveira, o “Hulk9950”. Ele desbancou o field gigantesco do Sunday Million de Aniversário e levou US$ 960.000.

A partir de 2019, o cenário ficou “maluco” de vez no Brasil. O período insano começou em julho, com a façanha de Rafael Moraes, campeão do The Venom do ACR, o primeiro prêmio de sete dígitos do Brasil em MTTs: US$ 1.050.559. A festa foi grande, mas o reinado foi relâmpago, pois Danilo Demétrio, o “dans170’”, levou US$ 1.187.553 pelo vice-campeonato Main Event High do WCOOP poucos meses depois.

Em dezembro, ainda deu tempo do “galodoido13”, para muitos João Simão, embora ele nunca tenha confirmado oficialmente, também vencer o The Venom e ganhar US$ 1.039.982, assumindo o terceiro lugar da lista. Os três prêmios milionários em curto espaço de tempo já indicavam que as mudanças na lista seriam sistemáticas. E o atípico ano de 2020, praticamente todo concentrado no online, concretizou a transformação. Da entrada de Moraes para cá se passaram 15 meses e 70% dos jogadores da lista vieram depois disso.

A temporada começou com a maravilhosa história de Alex Brito, jogador que satelitou o Sunday Million de Aniversário por centavos e transformou as moedinhas no maior prêmio de todos os tempos do país. Ele foi o grande campeão e embolsou a fortuna de US$ 1.192.806, passando Danilo Demétrio por detalhe. Os Main Events do SCOOP trouxeram dois novos membros: o “mito” Pablo Brito, com seus US$ 764.941 pelo vice na versão High e o jovem João Hayashi com incríveis US$ 920.000 pela cravada do Medium.

A WSOP Online não passou batida. Apesar dos quatro braceletes conquistados por brasileiros, apenas um prêmio entrou no grupo: foi o resultado de Caio Almeida, sócio do Midas Team. O paranaense ganhou US$ 1.072.428 pelo vice-campeonato no Millionaire Maker e agora ocupa a terceira colocação da lista. Será que 2021 promete?

Confira o top 10 de maiores prêmios atualizados:

NOME NICK POSIÇÃO TORNEIO PRÊMIO
Alex Brito AAAArthur Sunday Million de Aniversário 2020 US$ 1.192.806
Danilo Demétrio dans170′ Main Event High WCOOP 2019 US$ 1.187.553
Caio Almeida Ez4ENCE Millionaire Maker WSOP 2020 US$ 1.072.428
Rafael Moraes TheBigKid The Venom Americas Cardroom 2019 US$ 1.050.559
galodoido13 The Venom Americas Cardroom 2019 US$ 1.039.982
Luís Felipe Taveira Hulk9950 Sunday Million de Aniversário 2018 US$ 960.000
João Hayashi HayashiJoao Main Event Medium SCOOP 2020 US$ 920.066
Bernardo Rocha Machadada RS Main Event WCOOP 2017 US$ 848.015
Pablo Brito pabritz Main Event High do SCOOP 2020 US$ 764.941
Fernando Viana fviana Grand Final High Stadium Series 2020 US$ 721.988

 

Confira como era a lista em maio de 2017, depois do SCOOP

NOME NICK POSIÇÃO TORNEIO PRÊMIO
Yuri Martins theNERDguy Main Event High WCOOP 2014 US$ 708.251
Leonardo Tobias Léo82 Main Event Medium SCOOP 2017 US$ 586.344
João Paulo Gomides tiltinha Sunday Million de Aniversário 2015 US$ 567.978
Nico Villa-Lobos nicofellow Main Event Medium SCOOP 2013 US$ 472.209
Vico Scarpini Vico$carpini Evento #01-H SCOOP 2017 US$ 451.015
Ricardo Souza riversouza Main Event TCOOP 2015 US$ 363.119
Thiago Crema KKremate Evento #45 do WCOOP de 2014 US$ 356.965
Renan Bruschi Internett93o Sunday Million de Natal 2015 US$ 354.187
Ariel Bahia ArielBahia Main Event FTOPS XX 2011 US$ 346.696
Gustavo Goto PIUlimeira Evento #44 do WCOOP 2012 US$ 334.448

Continue Lendo

ONLINE

“Agora eu se consagro”: brasileiro dá hero call de 26 big blinds com K high e leva Spraggy ao delírio

O streamer tinha flush e puxou um potaço contra o desconfiado

Publicado

em

Postado Por

O narrador Milton Leite, do SporTV, eternizou o bordão “agora eu se consagro”, com o erro de português propositalmente. Ele usa quando algum jogador tenta algo muito mirabolante. Enfim, a frase emblemática também pode ser usada em alguns momentos no poker e se o streamer Benj Spraggy fosse brasileiro ele certamente teria usado nesta sexta-feira (23).

Jogando várias telas ao mesmo tempo, o britânico voltou às atenções para o US$ 55 Mini Bounty Builder High Roller e se envolveu em um blind war contra o brasileiro “JonasBelon” e o desfecho o levou à loucura. Nos blinds 200 / 400, o embaixador do PokerStars abriu raise de 1.400 do small blind com . Jonas defendeu.

LEIA MAIS: Parte 2: Os primeiros resultados ao vivo de Kelvin Kerber, Pablo Brito, Brunno Botteon e Renan Bruschi no Hendon Mob

O flop foi e Spraggy, com broca e backdoor flush draw, apostou 835 fichas. Tomou call. O turn foi e ele deu o segundo barril, agora de 3.707. Jonas deu call muito rápido e a velocidade chamou atenção do streamer. O river completou o flush para o britânico. Com quase o dobro do stack, ele anunciou all in cobrindo o brasileiro.

Jonas tinha um stack saudável de 10.429 fichas, o equivalente a 26 big blinds e não acreditou na história contada pelo streamer. Desconfiado, tentou um hero call de K high e passou longe de acertar! Spraggy não acreditou e até levantou da cadeira para comemorar. “O que você está fazendo?”, questionou.

Confira:

Continue Lendo

LIGA CATARINENSE

Player de Florianópolis, Marcus Lessa se consagra campeão do High Roller Light da 4ª etapa do SCPT Online

Conheça os participantes ganhadores dos demais torneios

Publicado

em

Postado Por

A 4º etapa do Santa Catarina Poker Tour (SCPT) Online está sendo um sucesso e segue até domingo (25). Por enquanto, a série realizada no PPPoker, deu a chance de mais alguns jogadores catarinenses de terem a felicidade de fazer parte do hall de campeões do esporte. Entre eles estão André Zeverino, Alex Felicio, Marcus Lessa e Daniel Krassota.

O primeiro a soltar o grito de campeão foi André  Zeverino, pilotando a conta “lanacadeia”, no Evento #1 SCPT 5K TURBO. O torneio registrou 315 entradas e dobrou o prizepool ao arrecadar R$ 10.000. O player de Itajaí e membro do RDR acabou levando para casa o prêmio de R$ 3.024 pela cravada.

LEIA MAIS: Melhores do Twitter: Patrick Leonard reflete sobre a comunidade, Polk capricha nos deboches e Jeff Gross mostra foto inédita

LEIA MAIS: Com 7 mil mãos jogadas até agora, Phil Galfond segue no vermelho e Chance Kornuth dispara na liderança

Em seguida, no Evento #2 NLH Deep 6-MAX, Alex Felicio, à frente da conta “ODIN12”, se tornou bicampeão no circuito de 2020 ao deixar os 213 competidores para trás. Com o resultado, o morador de Içara puxou R$ 2.494 de premiação e está na briga pelo ranking. A disputa obteve prizepool de R$ 2.494.

Além disso, no Evento #3 High Roller Light, o jogador de Florianópolis Marcus Lessa conquistou o lugar mais alto do pódio entre os 73 inscritos. Comandando a conta “SextoSentido”, o grinder membro do Clube Poker dos Amigos garantiu R$ 4.541 pela performance.

Enquanto isso, no Evento #4 Freezeout, foi a vez do Daniel Krassota, de Cascavel, sentir o gosto da vitória. O player e integrante do Tio Sam Poker estava pilotando a conta “polavokra” e não tomou conhecimento dos 91 oponentes. Assim, Daniel acabou conquistando o título de campeão e R$ 1.940.

E fiquem atentos porque ainda faltam mais alguns torneios para esta etapa se encerrar. E logo depois ainda tem outras duas oportunidades para quem deseja participar do circuito do Santa Catarina Poker Tour (SCPT) Online de 2020, então os interessados já podem ir se preparando desde já.

Continue Lendo
Advertisement

MAIS LIDAS