MUNDO_POKER-GRANDE
120921-n8-September-Giveaway-v2_MPA_portuguese_1920x350
Royal Pag

Geral

Vitória contra lenda do poker no Super MILLION$ após entrada por satélite concretiza “sonho” para jogador espanhol

Gerard Carbó saiu com o maior prêmio de sua carreira

Publicado

em

Gerard Carbó (crédito: PokerRed)

A última edição do Super MILLION$ teve o maior vencedor da história do torneio na mesa final mais uma vez. Único a ser tetracampeão do cobiçado torneio de US$ 10K do GGPoker, o craque Michael Addamo fez com que todos os refletores se voltassem para ele na busca pelo pentacampeonato.

A mesa final tinha ainda outros grandes nomes do poker mundial, como Samuel Vousden, o “€urop€an”, Anatoly Filatov e Joakim Andersson, mas era o craque australiano quem pegava os holofotes. Mas, ao mesmo tempo, uma outra grande história ia sendo construída pelas sombras.

O jogador “Hightroler” havia passado como chip leader, mas pouco se sabia sobre ele. Depois de algum tempo, descobriu-se que se tratava do espanhol Gerard Carbó, jogador que também faz streams na Twitch e tem o apelido de “El jugador del pueblo”, o jogador do povo.

LEIA MAIS: Raio X da WSOP Online: Brasil termina série com seis braceletes, quatro vices e dois prêmios históricos; saiba mais

Isso porque ele não é um jogador high stakes, o que deixa a história mais legal. Ele conseguiu a entrada para o Super MILLION$ através de um satélite de “apenas” US$ 525 e enfrentou os grandes jogadores citados de peito aberto, com direito a recorde de audiência em seu canal na Twitch.

Depois de uma dificílima mesa final, Carbó conseguiu reverter uma desvantagem quase impossível, de 6 pra 1, contra Addamo, e se sagrou campeão do torneio, levando o maior prêmio de sua carreira com incríveis US$ 420.536. E a vitória mais do que especial, da maneira e contra quem foi, virou o carro chefe para o espanhol.

Em seu Twitter, agora é possível ler logo na descrição uma parte em que se diz: “ganhei de Addamo um heads-up no Super MILLION$”, já mostrando o orgulho pela gigante façanha logo na entrada da sua “casa”. Ainda lá, o jogador também fez um breve agradecimento sobre tudo que ocorreu e deixou uma frase inspiradora para todos. Que história pra contar, hein?

“Eu quero agradecer @ggpoker por fazer aqueles torneios incríveis com boas qualificações, que possibilitou que um jogador modesto como eu pudesse realizar este sonho, jogando com os jogadores mais difíceis e voltando para derrotar o chefão no final.

Os melhores sonhos acontecem quando você está acordado!”

Para comprar e vender seus créditos de poker, indicamos a ROYALpag.com. Compre e receba em 5 minutos!

Confira o episódio #18 do Depois do River:

Geral

Com Joni Jouhkimainen no field, Main Event do MILLIONS North Cyprus chega ao Dia 2; partypoker transmite logo mais

As ações serão transmitidas ao vivo na Twitch do site

Publicado

em

Postado Por

O sábado vai começar com a reta final de um grande torneio que está acontecendo no Chipre. É o Dia 2 do MILLIONS North Cyprus, o primeiro torneio do partypoker ao vivo depois de longa paralisação em função da pandemia. O torneio no Merit Casino teve ótimos números após três classificatórios.

Os números ainda não foram fechados, pois ainda antes do início do Dia 2 terá o Dia 1D Turbo. Por enquanto, somando os Dias 1A, 1B e 1C, o field do torneio registrou 670 entradas. O buy-in do torneio é de US$ 5.300. No total, 316 jogadores conseguiram carimbar a classificação por enquanto, um baita número.

LEIA MAIS: Emoção, adrenalina e muita risada: última mão do Dia 1C do On Fire do NPS Natal termina com gamble insano

Quem puxa a fila geral é o jogador francês Killian Desnos. Ele somu um belo stack de 796.500 fichas, absurdas 256 big blinds, para ficar na ponta. Alguns jogadores conhecidos ilustram o chip count, como Ali Reza Fatehi (556.000), Stoyan Madanzhiev (535.500), Sonia-Veronika Shashikhina (499.000), Manig Loeser (255.000) e o embaixador do partypoker Joni Jouhkimainen (229.500).

A Twitch do partypoker vai transmitir as emoções do Dia 2 logo mais para quem cai cedo da cama ou ainda está acordado. A partir das 07h00, Dowgh Santos e Carla Marins estarão online para narrar e comentar todas as emoções do torneio. Clique aqui pra acompanhar.

Para comprar e vender seus créditos de poker, indicamos a ROYALpag.com. Compre e receba em 5 minutos!

Confira o episódio #20 do Depois do River:

Continue Lendo

Geral

MundoPoker Palpites: as previsões da equipe para o retorno da WSOP 2021

O quadro traz palpites sobre tudo que pode acontecer nos mais diversos assuntos

Publicado

em

Postado Por

Quase todo jogador ou fã de poker é, na maioria das vezes, uma pessoa apaixonada por diversos esportes. Essa combinação faz com que as pessoas estejam por dentro de diversos assuntos, acompanhem diversos campeonatos diferentes e se insiram em outro universo: o de apostas. Todo fã de poker parece gostar de arriscar aquele palpitezinho aqui e ali.

Nós, do Mundo Poker, nos encaixamos nessa definição. Por isso, em parceria com a BetNacional, lançamos o quadro MundoPoker Palpites, onde poderemos deixar algumas apostas e previsões sobre os mais diversos temas. Para tornar a brincadeira ainda mais divertida, convidados também participarão do quadro, mostrando toda a precisão (ou não) das previsões.

LEIA MAIS: Spraggy vai all in na bolha, acerta full no flop e leva bad beat insana após soltar falinha

Você pode aproveitar para ler e identificar quem tem o pensamento parecido com o seu, discordar de algumas apostas, ver quem acerta mais ou simplesmente cornetar nas redes sociais e transmissões aquele que não chega nem perto de acertar as suas previsões.

Abaixo, começaremos com nossos palpites para a WSOP, que se inicia na semana que vem:

– Quantos jogadores se inscreverão no Main Event?

Augusto Cesar: Acho que passa longe do maior. 6.300 pessoas.
Guilherme Schiff: 7.377
Matheus Freitas: Por volta de uns 7.500
Ytarõ Segabinazzi: 5.500 (pela exigência de vacina)

– Em qual jogadora você apostaria para ganhar um evento?

Augusto Cesar: Vanessa Kade
Guilherme Schiff: Maria Ho
Matheus Freitas: Kristen Bicknell, se ela for
Ytarõ Segabinazzi: Vanessa Kade

Vanessa Kade, vencedora do Sunday Million de Aniversário, é nome forte entre as mulheres

– Quem se dará melhor nessa edição: a “velha guarda” ou a “nova geração”?

Augusto Cesar: Acho que será bem equilibrado. Fico no meio termo.
Guilherme Schiff: Velha guarda
Matheus Freitas: Meio a meio, acho que a WSOP trás muitos resultados para os “tiozões”
Ytarõ Segabinazzi: WSOP é uma série de recreativos. Veremos muito mais tiozões ganhando do que profissionais

– Qual jogador levará mais de um bracelete na série?

Augusto Cesar: Stephen Chidwick
Guilherme Schiff: Ali Imsirovic
Matheus Freitas: Nenhum
Ytarõ Segabinazzi: João Vieira

Ali Imsirovic vem doutrinando os HS em 2021 e é o lider do ranking do PokerGo

– O Brasil terá algum bracelete nesse ano?

Augusto Cesar: Por mais que seja a melhor fase do poker brasileiro, não estou confiante por fatores externos. Acredito que não.
Guilherme Schiff: Sim
Matheus Freitas: Com um número menor de jogadores indo a Vegas esse ano, a probabilidade é menor, mas o Yuri tem grandes chances
Ytarõ Segabinazzi: Creio que voltaremos sem nenhuma jóia, infelizmente

– Quem vai vencer o Player Of The Year da WSOP em 2021?

Augusto Cesar: Stephen Chidwick
Guilherme Schiff: Shaun Deeb
Matheus Freitas: David Peters
Ytarõ Segabinazzi: Daniel Negreanu (sua experiência no online o transformou em um jogador ainda melhor)

O canadense vive um bom momento no ano de 2021

– Haverá alguma polêmica de exclusão ou algo do tipo por conta da COVID?

Augusto Cesar: Sim. Quero ver como será o tratamento da WSOP quanto a isso.
Guilherme Schiff: Sim
Matheus Freitas: Sim, mesmo com vacina a chance é grande.
Ytarõ Segabinazzi: Creio que não, a polêmica vai ficar para o Twitter mesmo

– Qual jogador regular do online conseguirá o primeiro bracelete da carreira?

Augusto Cesar: Jon Van Fleet “Apestyles”
Guilherme Schiff: Mikita Badziakouski “fish2013”
Matheus Freitas: Anatoly Filatov “NL_Profit”
Ytarõ Segabinazzi: Niklas Astedt “Lena900”

O craque russo “NL_Profit” é uma bela aposta para um título ao vivo

*respostas em ordem alfabética

Para comprar e vender seus créditos de poker, indicamos a ROYALpag.com. Compre e receba em 5 minutos!

Confira o episódio #20 do Depois do River:

Continue Lendo

Geral

Você Sabia? No Main Event da WSOP 2009, Estelle Denis teve seu AA muckado pelo dealer e grande confusão foi gerada

No final, a jogadora teve que aceitar o que a regra previa

Publicado

em

Postado Por

Estelle Denis

A WSOP 2021 em Las Vegas está para começar. Nesse clima de estreia, o MundoPoker traz uma história bastante inacreditável que aconteceu no Main Event de 2009, vencido pelo profissional Joe Cada. A protagonista da história foi Estelle Denis.

O acontecimento é considerado uma das piores fatalidades que os jogadores de poker ao vivo podem presenciar. Bom, vamos lá. A jogadora envolvida na situação foi a francesa Estelle Denis, uma jornalista e apresentadora de televisão, totalmente recreativa.

Naquele ano, assim como muitos jogadores ao redor do mundo, Estelle viajou para Las Vegas no verão para jogar o Main Event da série, junto com seu marido. Era um verdadeiro sonho que ela estava realizando, pois não são todos os jogadores que conseguem disputar esse evento.

Estava tudo bem, a jogadora foi avançando nos dias iniciais de competição, até que aconteceu um grande incidente. Jogando em uma mesa bastante difícil contra o profissional americano J.C Tran, Estelle teve seu par de AA jogado fora de forma equivocada pelo dealer.

LEIA MAIS: Anatoly Filatov concretiza back-to-back na FT do Super MILLION$ com segundo título e maior prêmio da carreira

O erro aconteceu da seguinte maneira. Muito agressivo, J.C Tran abriu raise para 32.000 fichas, a ação chegou até a francesa que foi all in de 142.000 fichas. Sentada ao lado do dealer, a jogadora não estava protegendo suas cartas e ele as arrastou para o montante de cartas “foldadas”.

Ai começou uma enorme confusão. A jogadora ficou transtornada e alertou o dealer, dizendo que ele cometeu um grande erro. Ele só disse que ela não protegeu as cartas e que nada poderia ser feito. Extremamente brava com a situação, Estelle chamou o floor do torneio.

Enquanto a francesa conversava para resolver a situação, o floor tentava a todo custo recuperar as cartas dela no montante. Mas, infelizmente ele não conseguiu. Estelle se viu em um beco sem saída, só podendo contar com a sorte.

Nesse tipo de situação, de acordo com as regras do torneio, era que a francesa teria que pagar as 32.000 fichas do raise de J.C Tran e sua mão seria considerada “morta”. E foi isso que aconteceu, inclusive no momento, as câmeras da ESPN registraram tudo. No final, a jogadora terminou na 203ª colocação e puxou um prêmio de US$ 36.626.

Confira o vídeo completo:

Para comprar e vender seus créditos de poker, indicamos a ROYALpag.com. Compre e receba em 5 minutos!

Confira o episódio #20 do Depois do River:

Continue Lendo
Advertisement

MAIS LIDAS