Slider
Siga-nos

Notícias

Kevin Martin faz vídeo analisando fold de nuts e brinca: “nessa caso, vocês estão corretos”

Canadense só descobriu o erro por causa do chat da Twitch

Publicado

em

Na última semana, o agora streamer do GGPoker, Kevin Martin, protagonizou uma mão para lá de polêmica. Já vimos vários erros cometidos por jogadores de poker enquanto transmitiam na Twitch, mas essa de Kevin não era nem um pouco esperada, principalmente se tratando de um jogador experiente.

Jogando o Bounty Hunters US$ 31.50, o craque tinha 78 de espadas e pagou o continuation bet do adversário no flop 256. O turn foi um 9, deixando o canadense com a melhor mão possível no jogo. Enfrentando outra aposta de “LAFAL10”, inexplicavelmente, Kevin optou pelo fold. Não era bolha, não tinha payjum e aparentemente ele não tinha nenhuma relação com o adversário para haver uma suspeita de colusion.

Óbvio que o video rodou o mundo e rendeu comentarios engraçados da comunidade. O próprio Kevin postou a mão em seu Twitter com a seguinte leganda: “tenho jogado de forma mais sólida últimamente”.

LEIA MAIS: Midas Poker Team promove review solidário do MILLIONAIRE MAKER com Caio e Dan Almeida em apoio ao Outubro Rosa; saiba mais

Depois de toda a repercussão, Kevin resolveu fazer um video analisando a mão em um solver. Confira a transcrição do que ele diz no vídeo:

“Fala galera, gostaria de fazer um rápido video sobre uma mão de poker que joguei esse fim de semana e recebeu bastante atenção, várias pessoas tinham coisas para falar sobre ela, o que eu deveria ter feito, um erro foi cometido, tivemos várias discussões… Porém, turma de poker do Twitter, eu vi várias mãos de vocês e elas não são muito bonitas (brincando com as analises dos tuiteiros). Poderiamos ficar discutindo para sempre aqui, mas vamos solucionar essa mão e ver o que eu realmente deveria ter feito: Eu pedi mesa, ele aposta, eu pago. Turn é o 9 de ouro, eu peço mesa, ele aposta e aqui vem o momento que tomamos uma decisão interessante. Nesse caso, 87 naipado vai continuar, nós nunca foldaremos 78 aqui, precisamos encontrar uma forma de continuar. Nesse caso, vocês estão corretos”

Como a maioria esperava, não há explicação e o fold foi horrível. A maioria, porque Kevin relatou que algumas pessoas realmente acreditaram que ele encontraria uma solução para dizer que o fold foi bom.

O canadense ainda brincou e disse que se não estivesse transmitindo, nunca saberia que foldou a melhor mão, já que o chat foi a loucura quando viu a ação de Kevin. Isso já aconteceu com você?

Geral

Hall da Fama do Poker começa processo de nomeação e terá apenas um escolhido em 2020; confira quem são os favoritos

O escolhido será anunciado no dia 30 de dezembro em Las Vegas

Publicado

em

Postado Por

Um dos principais acontecimentos do mundo poker anualmente é a escolha dos novos membros para o Hall da Fama. A honraria em 2020 terá uma diferença das últimas 16 edições: será apenas um escolhido e não dois, retornando ao modelo que aconteceu entre 1980 e 2004. O processo de nomeações começou nesta semana.

A WSOP irá escolher até 10 nomes e quem vai escolher o novo membro será os 32 jogadores vivos que compõe o Hall da Fama. O grupo final que entrará na votação será revelado no 16 de dezembro e o vencedor será revelado no dia 30. A data tem motivo, pois será durante a disputa do heads-up final do novo Main Event da WSOP.

LEIA MAIS: André Akkari fala ao Baralho Pergunta sobre possível explosão do poker ao vivo pós pandemia: “Eu estou doente para jogar”

Os principais favoritos, é claro, são os finalistas do ano passado. São eles: Chris Bjorin, David Chiu, Eli Elezra, Antonio Esfandiari, Chris Ferguson, Ted Forrest, Huck Seed e Mike Matusow. De acordo com uma pesquisa do site PokerNews, os favoritos do público entre esses nomes são Esfandiari (34%), Seed (16%) e Ted Forrest (12%).

No ano passado, foram escolhidos Chris Moneymaker e David Oppenhaim. Na história, o Hall da Fama do poker tem 58 membros com 32 deles vivos.

Para ser selecionado, os jogadores precisam se encaixar nos critérios a seguir: 

– O jogador deve ter competido em grandes eventos
– Ter pelo menos 40 anos de idade
– Jogar high stakes
– Jogar bem de forma consistente, ganhando o respeito dos outros
– Continuar bem em longo período
– Contribuir para o sucesso do crescimento do poker

Continue Lendo

ONLINE

Aniversário de um ano do PokerBros terá festival de freerolls valendo “diamantes” e promoções nas redes sociais

A comemoração do aplicativo vai começar no dia 04 deste mês

Publicado

em

Postado Por

Sucesso nos Estados Unidos e abrindo território na América do Sul nas últimas semanas pelo Brasil, o PokerBros está com o bolo na mesa e a vela acesa para comemorar o primeiro ano de sua existência. Mais um de milhão de usuários entraram no aplicativo desde a sua criação e isso é um motivo gigante para a companhia celebrar com seus clientes.

Para isso, duas promoções vão entrar em vigor a partir do dia 04 até o dia 13 de dezembro. A primeira novidade para os usuários é que diversos Freerolls irão acontecer no site. Durante 10 dias, os jogadores terão a chance de disputar os torneios gratuitos que vão valer a moeda virtual do jogo, os “Diamonds”. É com eles que os usuários podem comprar itens na loja do PokerBros.

LEIA MAIS: Que momento! Doyle Brunson pergunta no Twitter o que são os “solvers” e Jason Koon responde a lenda; confira

Serão três freerolls diariamente começando às 10 horas, 17 horas e 22 horas do horário brasileiro. Estão garantidos por evento entre 14.000 e 60.000 Diamonds. O Main Event dos Freerolls será no domingo 13 de dezembro e vai valer um prize pool com mais de 100.000 Diamonds para os jogadores.

Outra promoção que vai entrar é muito simples. Basta os jogadores usarem a nova ferramente de replay do PokerBros e publicar uma mão interessante, qualquer uma de sua escolha, para o Twitter do aplicativo (@PokerBrosApp) com a hashtag #PokerBros que automaticamente vai entrar no sorteio para itens exclusivos do app.

Para comprar e vender seus créditos de poker, indicamos a ROYALpag.com. Compre e receba em 5 minutos!

Continue Lendo

ONLINE

Rodrigo Selouan fala da forra histórica no Battle of Malta, preparação para a FT e mudanças na vida com o hit: “menos do que parece”

O craque do 9Tales foi o campeão do Main Event da série e embolsou US$ 636.477

Publicado

em

Postado Por

(Crédito: Artur Oliveira)

O último final de semana teve mais uma história memorável para o poker brasileiro. O craque Rodrigo Selouan, um dos oito jogadores do projeto 9Tales, fez bonito no sábado (28) e com uma belíssima atuação na mesa final do Main Event do Battle of Malta saiu de 7º stack no início para terminar com a glória de ser o grande campeão.

Por ter superado um field de 8.789 adversários, Selouan recebeu US$ 636.477, o maior prêmio disparado da carreira. “Sensação única. Eu tava muito focado em manter a calma durante toda FT, quando acabou eu tava tranquilo, mas à noite demorei bastante pra dormir, em alguns momentos durante o dia parecia que era mentira”, falou o campeão para o Mundo Poker.

Low profile, Rodrigo não tem Instagram, por exemplo, mas falou que a repercussão da vitória foi grande. “Recebi muitas mensagens, tinha uma galera que eu nem imaginava acompanhando a FT, pessoal torceu direitinho (risos)”. “A comemoração foi com minha esposa, filha, pai e mãe. Saímos para jantar, esse momento é mais especial que ganhar qualquer torneio, ver o quão felizes eles ficam por mim é demais”, disse o craque.

LEIA MAIS: André Akkari fala ao Baralho Pergunta sobre possível explosão do poker ao vivo pós pandemia: “Eu estou doente para jogar”

Selouan teve cinco dias para se preparar até a mesa final. Com o sétimo maior stack, apenas 10 big blinds, ele revelou a estratégia que concentrou. “Passei a semana estudando várias situações que poderiam acontecer, principalmente entre 8 e 20bbs. Acabei aprendendo bastante com essa FT antes mesmo dela começar”, explicou.

O campeão do Battle of Malta também relembrou alguns momentos importantes da mesa fina. “Tiveram alguns, o QQ x 55 pra eliminar o 9º colocado foi crucial, mas o QQ vs A5s do Fabrizio González foi um divisor de águas no torneio, ali fiquei em um spot muito favorável pra buscar o título”, lembrou.

A mão em questão contra o craque uruguaio aconteceu no 6-handed. Se levasse a bad beat, Rodrigo seria eliminado em 6º lugar e ficaria com US$ 96.131. O baralho não aprontou com o brasileiro e ele dobrou o stack assumindo a liderança em fichas. Certamente foi a mão que embalou o paranaense rumo ao título. Confira como foi:

O alto valor conquistado por deslumbrar muita gente e também causar impactos instantâneos na vida. Bem tranquilo, Selouan rejeitou mudanças significativas e lembrou os motivos. “As coisas que importam não mudam nada. Financeiramente acaba mudando menos do que parece também de imediato, já que temos o swap e nossas oscilações dentro do 9Ts como grupo são grandes, mas pra minha carreira tenho certeza que foi algo muito grandioso”, disse o craque.

Se não vai trazer grandes mudanças na vida particular, a ideia também não é de se empolgar e começar a jogar torneios mais caros. O campeão do Main Event do Battle of Malta está com os pés no chão em relação ao futuro.

“Muito pouco, quando o 9Ts começou eu joguei um ABI (buy-in médio) muito alto por 2 ou 3 meses, acabei pegando a maior downswing da minha vida e foi uma experiência dolorida, já que os valores eram muito altos. Nas últimas semanas tenho jogado um ABI que me sinto mais confortável, isso inclusive ajudou a chegar confiante nessa reta final. O plano é seguir trabalhando duro para um dia bater de frente nos torneios mais caros da grade, mas sem pressa!”, finaliza Rodrigo Selouan.

Para comprar e vender seus créditos de poker, indicamos a ROYALpag.com. Compre e receba em 5 minutos

Continue Lendo
Advertisement

MAIS LIDAS