Slider
Siga-nos

ONLINE

Felipe Badotti garante pódio e retorno absurdo no Evento #1-M do WCOOP. “Timaozanho” é ouro na versão Low

Na versão High, Pedro Garagnani foi nosso melhor representante

Publicado

em

O torneio de Fases é um dos grandes baratos do WCOOP. Iniciado no primeiro dia da série do PokerStars, o Evento #1 contou com classificatórios durante toda esta edição, possibilitando entregar prêmios absurdos com buy ins bem acessíveis. 

O Brasil chegou até a decisão nas três versões. Na mais cara delas, com buy in de US$ 215, o paranaense Pedro Garagnani, o “pvigar”, foi o nosso melhor representante. Eliminado em 12º, o jogador do 9Tales puxou US$ 14.468, mesma premiação de Lucio Lima, o “WizardoffAz”, que ficou em 13º. O campeão deste torneio vai puxar US$ 215.006.

LEIA MAIS: Bernardo Dias leva raise no river e dobra stack após decisão difícil no Main Event High do WCOOP

Na versão Medium, veio a maior forra. Felipe Badotti alcançou o pódio e parou na terceira colocação. Dono da conta “fcb-serv”, Felipe levou US$ 52.245, um belo prêmio, ainda mais se levarmos em conta o buy in do torneio, de apenas US$ 22. O field foi de 5.379 entradas. 

O Brasil invadiu a decisão. Foram 4 representantes entre os 9 finalistas. Carla Marins “Nanasmakeup” (5ª – US$ 27.295), Gabriel Alberge “gabstone” (6º – US$ 19.729) e “scrtom” (8º – US$ 10.307) também levaram bons prêmios. 

Confira a eliminação de Felipe Badotti:

Ja na versão Low, com buy in de apenas US$ 2,20, finalmente o Brasil soltou o grito de campeão. “Timaozanho” superou o bielorusso “Pavelx3” depois de passar boa parte da mesa final como short stack.

O brasileiro cresceu à partir do 4-handed e chegou ao heads-up em vantagem, após eliminar o brasuca “tiag1” em um coin flip daqueles. 88xAQs, tendo que escapar de overcards e flush draw desde o flop. 

No HU, pausa para acordo que durou mais de 20 minutos. Depois de conversarem, deal negado e logo na primeira mão, all in e call. O 33 foi valente e segurou mais um flip, garantindo a forra de US$ 25.051 para o brasileiro. O vice puxou US$ 17.727.

Neste torneio, também teve invasão brasileira na FT. “tiag1” (3º – US$ 12.571), “cllaytoon” (5º – US$ 6.321) e “LessRush” (7º – US$ 3.178) birlharam. O field foi de incríveis 11.439, insuficiente para bater o garantido de US$ 250.000. 

Confira a mão da cravada de “timaozanho”:

ONLINE

BBS: Jonathan Wolter cai em 3º após flopar top dois pares no Evento #136; Eder Campana também chega

O 3-handed do torneio teve craques de peso dos feltros online

Publicado

em

Postado Por

Dois jogadores conhecidos do país alcançaram uma mesa final do Bounty Builder Series. Os representantes do país na decisão do Evento #136 (US$ 215 8-Max Turbo) foram os craques Jonathan Wolter e Eder Campana, pilotando as contas “jwolter” e “edercampana”. O torneio registrou um field de 894 entradas e teve o garantido de US$ 150.000 superado.

Wolter acabou sendo o melhor brasuca na FT. Ele alcançou o pódio e terminou com a medalha de bronze. O resultado valeu um prêmio de US$ 9.131. O jogador da Cardroom enfrentou um duríssimo 3-handed contra os craques Manuel Ruivo “fellatiado” e o austríaco Pascal Hartmann “päffchen”, que no domingo foi personagem de uma história bacana com “Cavalito”.

LEIA MAIS: Pedro Madeira é banido do GGPoker e tem fundos confiscados; Mundo Poker tem acesso aos e-mails e detalha o caso

O algoz de Jonathan foi Manuel Ruivo em uma mão certamente desgostosa para o brasileiro. Nos blinds 125.000 / 250.000, o luso deu raise de 500.000 e Wolter defendeu o big blind. O flop foi e armou a confusão. Manuel c-betou 375.000 fichas, Jonathan deu raise para 1.000.000 e o “fellatiado” foi all in com quase o dobro de fichas.

Wolter deu instacall (total de 4.882.901) e mostrou com top dois pares. O adversário tinha um combo draw com com flush draw e broca. Eis que o turn já foi logo e completou a sequência para Ruivo. Jonathan não encontrou os outs necessários no river e se despediu do torneio. O português acabou sendo campeão na sequência e embolsou US$ 28.744.

Outro representante na FT, Eder Campana acabou sendo eliminado na 7ª colocação. O craque do 4bet Poker Team ficou com US$ 3.356.

Continue Lendo

ONLINE

Na estreia da MundoTV na Twitch, Ole Schemion comanda as ações e crava o Super MILLION$ do GGPoker; saiba mais

O alemão conquistou mais um prêmio expressivo na carreira

Publicado

em

Postado Por

A terça-feira (20) foi um dia especial para o Mundo Poker. Lançamos nosso canal na plataforma Twitcht e já começamos com uma super estreia: a mesa final do Super MILLION$ High Rollers do GGPoker com a presença de Brunno Botteon. O narrador Ytarõ Segabinazzi teve a companhia do craque Alexandre Mantovani nos comentários e desfrutaram de uma baita decisão.

No final das contas, a voz de Ytarõ gritou o título da estrela alemã Ole Schemion, o “wizowizo” dos feltros online. O currículo recheado do profissional ganhou mais uma conquista de impacto para a coleção e um baita prêmio de US$ 317.740. Schemion mostrou todas as suas ferramentas e saiu do terceiro menor stack para a conquista.

Não demorou muito para o alemão dar um salto no começo da mesa final ao eliminar o americano Sean Winter. Eles tinham quase a mesma pilha e Schemion descolou da parte inferior do chip count. Algumas mãos depois, o jogador de 28 anos puxou um potaço importante contra Stephen Chidwick e ficou imparável.

LEIA MAIS: Brunno Botteon soma pay jumps “de camarote”, mas é eliminado em coin flip na mesa final do Super MILLION$

LEIA MAIS: PEDIU MÚSICA! Thiago Grigoletti conquista terceira tríplice coroa do ano; confira

Com um jogo bastante agressivo, Ole passou a incomodar os adversários e comandou o longo 3-handed contra Matthias Eibinger e o sueco Joakim Andersson, o “MrGambol” do GGPoker. Apesar de perder algumas fichas para o segundo citado, Schemion derrubou o austríaco num coin flip de A7 contra 66 e começou o heads-up em vantagem.

O duelo final foi bastante animado e teve algumas trocas na liderança. Andersson conseguiu abrir boa vantagem de mais de 2 para 1 em certo momento, mas Schemion teve tranquilidade para passar à frente de novo. No final, deu a lógica em all in pré-flop de KK contra 55 para fazer a festa de campeão.

Confira como foi a última mão:

Confira como foi a premiação final do torneio:

1º – Ole Schemion – US$ 317.740

2º – Joakim Andersson “MrGambol” – US$ 246.440

3º – Matthias Eibinger – US$ 191.140

4º – Stephen Chidwick – US$ 148.249

5º – Phil D’Auteuil – US$ 114.982

6º – Brunno Botteon – US$ 89.180

7º – “Nator” – US$ 69.169

8º – Sean Winter – US$ 53.647

9º – David Miscikowski – US$ 41.609

Continue Lendo

ONLINE

Brunno Botteon soma pay jumps “de camarote”, mas é eliminado em coin flip na mesa final do Super MILLION$

O craque capixaba conquistou mais um ótimo resultado em 2020

Publicado

em

Postado Por

A terça-feira (20) foi marcada pela mesa final do craque Brunno Botteon no tradicional US$ 10.300 Super MILLION$ High Rollers, o torneio mais cobiçado da grade do site. O brasileiro tinha uma missão complicada contra vários jogadores renomados do poker mundial. Por ter começado com o sexto maior stack entre os finalistas.

Na mesma colocação que começou no chip count, Botteon foi eliminado do torneio. O sexto lugar rendeu um excelente prêmio de US$ 89.180 para o capixaba em sua primeira participação na mesa final do Super MILLION$. Brunno entrou bem tranquilo na mesa final e não jogou nenhuma mão até as duas primeiras eliminações da decisão.

Os americanos David Miscikowski e Sean Winter caíram rapidamente. Botteon chegou a figurar como o menor stack, sem se mexer nenhuma vez, até o jogador “Nator”, sem identidade revelada, fazer uma jogada super estranha ao shovar T3 depois de raise de Ole Schemion e tomar call do alemão com 88. Botteon até brincou com um emoji “agradecendo” a jogada.

LEIA MAIS: Pedro Madeira é banido do GGPoker e tem fundos confiscados; Mundo Poker tem acesso aos e-mails e detalha o caso

Depois disso, no 6-handed, Brunno ficou com o menor stack e conseguiu roubar os blinds do botão uma vez. Ele disputava com austríaco “MrGambol” para não ficar com o menor pilha de fichas. O problema é que acabou sendo o próprio adversário que encurtou sua vida na mesa final em all in pré-flop.

Brunno colocou metade do seu stack no centro da mesa, como tinha feito da outra vez, do botão. O austríaco anunciou all in com um pouquinho a mais do small blind. Matthias Eibinger foldou do big blind e Brunno Botteon deu call com o resto (total de 15 big blinds). No showdown, um coin flip de AQ contra 77.

Um A até apareceu no flop, mas um 7 acompanhou junto e complicou demais a vida do brasuca. No turn ele já estava drawing dead e se despediu do sonho de conquistar US$ 317.740 que está reservado para o vencedor.

Confira como foi: 

Continue Lendo
Advertisement

MAIS LIDAS