Slider
Siga-nos

WPT

Eliminação de Damian Salas no 3-handed do Main Event do WPT teve river amargo com dois outs; confira

O profissional argentino ganhou o maior prêmio da carreira no online

Publicado

em

O craque Damian Salas é um dos jogadores mais respeitados do poker sul-americano há muitos anos. No currículo, diversos resultados no live e no online, com o ápice da trajetória em 2017 com a mesa final do Main Event da WSOP em Las Vegas. Ontem (16), foi a vez do hermano conquistar a maior forra nos feltros virtuais.

Salas foi um dos nove finalistas do cobiçado Main Event do WPT Online disputado no partypoker. O craque jogou o torneio de US$ 10.300 conquistando a vaga por um satélite de US$ 1.000 e fez valer a chance de jogar o torneio de forma mais barata. Ele começou a mesa final como chip leader e terminou com a medalha de bronze para uma forra insana de US$ 814.663.

LEIA MAIS: Phil Mighall derrota Teun Mulder no heads-up e conquista premiação milionária com cravada no Main Event do WTP

Como um bom argentino, Salas “peleou” bastante no acirrado 4-handed do torneio. Quando ficaram apenas três jogadores, ele resistiu por muito tempo com o menor stack entre os sobreviventes. Quando a dobra parecia que ia chegar em um coin flip, o britânico Phil Mighall foi buscar dois outs no river de forma milagrosa.

Mighall colocou Damian Salas em all in pré-flop de small pra big blind e o argentino pagou com stack de 22 big blinds.

Confira como foi:

WPT

Brunno Botteon vira heads-up e crava o Evento #171 da Bounty Hunters; Fabiano Kovalski completa o pódio

Os brasileiros conseguiram bons valores no grind de domingo

Publicado

em

Postado Por

A Bounty Hunters Series do GGPoker segue rolando num ritmo intenso dia após dia. Neste domingo (18), o número de torneios foi impressionante e, obviamente, os brasileiros não deixaram passar batido os principais da grade. O Evento #171 (US$ 525 Bounty High Roller SE) terminou com o brilho de um dos maiores craques do país.

Brunno Botteon não quis nem saber da concorrência de 728 entradas e soltou o grito de campeão com direito a uma forra de US$ 41.711. O capixaba completou um domingo especial de grind no GGPoker, pois também alcançou a mesa final do Super MILLION$ de US$ 10.300. A cravada veio com uma virada no heads-up.

LEIA MAIS: Phil Ivey revela ser o mais novo embaixador do PokerKing e diz como se tornou um dos melhores players do mundo; confira

Botteon enfrentou o norueguês Preben Stokkan no heads-up. O duelo foi longo e o gringo chegou a ter a vantagem em boa parte. O brasileiro finalista do High Roller de Heads-Up da WSOP teve paciência para tomar a ponta de Stokkan e sacramentou a cravada em all in pré-flop de 66 contra 55. O board da festa foi Q3424.

Outro brasuca que saiu com o bolso cheio neste torneio foi o craque Fabiano Kovalski. Pilotando a conta “Marky_Aurelio”, o sócio do Samba Team terminou com a medalha de bronze e um prêmio de US$ 19.906 no total. Alexandre Mantovani, que forrou seis dígitos no partypoker, caiu na 12ª colocação e embolsou US$ 4.636.

Continue Lendo

WPT

Alexandre Mantovani faz acordo no HU com amigo Pascal Hartmann e forra seis dígitos no High Roller Big Game

O craque paranaense teve grande trajetória no torneio

Publicado

em

Postado Por

A estrela de um dos principais jogadores do país brilhou durante o grind deste domingo (18). Alexandre Mantovani, o “Cavalito”, conseguiu um resultado extraordinário em um dos mais complicados torneios da grade do partypoker, o The High Roller Big Game com buy-in de US$ 5.200. Ele terminou na segunda colocação e fez a festa.

O grande desempenho de Mantovani no field de 102 entradas rendeu um super prêmio de US$ 101.841 para o profissional. O desfecho do Big Game foi bastante especial para Cavalito, pois ele fez heads-up contra seu amigo pessoal Pascal Hartmann, jogador high stakes conhecido pelo nick “Päffchen”. O vencedor ficou com US$ 108.486.

O curioso é que o deal acabou sendo muito bom para Alexandre. Eles acertaram os trâmites após o brasileiro vencer uma mão importante. A diferença ficou cerca de 64 milhões contra 38 milhões de fichas. Cavalito, inclusive, conviveu com Hartmann em viagem para a Áustria no ano passado. Ele falou mais para o Mundo Poker após a conclusão do torneio.

LEIA MAIS: Dan Almeida completa um ano de Twitch e lança clipe com bad beats, momentos hilários e até descoberta “linguística”

“Eu e Pascal somos bem amigos. Fiquei na casa do Anton Wigg (na viagem), mas tomava café com o Pascal todo dia. Semana passada fizemos a mesma FT (do Big Game) e em ambas trocamos 10%”, explicou. “Estamos em um grupo de estudos juntos faz dois anos já. A gente estuda, revê torneio um do outro e tal”. No Instagram, Alexandre comemorou: “Muito feliz. Foi um ano bem difícil, mas consegui buscar esse resultado grandioso”.

A mesa final contou com um time de elite do poker mundial. Além de Hartmann, Cavalito teve como adversários os craques Rok Gostisa, Michael Addamo, Alexandru Papazian, Isaac Haxton, Alex Foxen, David Peters e Aliaksei Boika. Nenhum outro jogador do Brasil conseguiu entrar na faixa de premiação que contemplou 16 jogadores.

Continue Lendo

WPT

Michael Addamo derrota Isaac Haxton no heads-up e fatura o título do Super High Roller de US$ 102K do WPT Online

O jogador australiano não cansa de dar provas de estar no topo do poker mundial

Publicado

em

Postado Por

O que falar sobre o australiano Michael Addamo? Para muitos jogadores profissionais, ele é o melhor do mundo no Hold’em, como opinou Patrick Leonard para o Mundo Poker neste ano. Os feitos dele falam por si só. Nesta quinta-feira (24), o craque fez valor toda sua habilidade para conquistar o título do Super High Roller de US$ 102.000 do WPT Online.

O torneio com buy-in gigantesco contou com um field de 40 entradas. A fantástica vitória de Addamo rendeu um prêmio de US$ 1.284.133 para o craque. Chip leader no início da mesa final, o australiano alcançou o heads-up contra outro gênio do jogo: o americano Isaac Haxton. Eles acertaram um acordo que praticamente dividiu o prêmio e jogaram por “apenas” US$ 30.000.

Quem pensou que eles poderiam não levar a sério por conta do valor se enganou. O heads-up foi uma verdadeira batalha e os dois deram a vida para conquistar a glória do título e os todos os brindes extras entregues pelo WPT. Depois de quase duas horas de rivalidade, Addamo levou a melhor para fazer a festa.

LEIA MAIS: NÃO PARA! Phil Hellmuth vence Antonio Esfandiari na revanche do High Stakes Duel

Esse foi o segundo torneio de US$ 102.000 disputado no ano de 2020 no partypoker. Adivinha quem fez heads-up do outro? Ele mesmo: Michael Addamo. Na ocasião, foi o Super High Roller Bowl também no partypoker. O australiano perdeu um duelo muito disputado para Justin Bonomo e ficou com o vice para uma forra de US$ 1.187.500.

A mesa final começou nesta quinta sem a definição do bolha do dinheiro. Faltava uma eliminação para acontecer. Sobrou para o jogador Daniel Dvoress a decepção de sair de mãos abanando no torneio. Destaque para a jogadora Charlotte Godwin. Ela satelitou o torneio utilizando apenas US$ 109 e conseguiu o terceiro lugar para uma forra insana de US$ 620.000.

Confira a premiação final do Super High Roller do WPT:

1º – Michael Addamo – US$ 1.284.113*

2º – Isaac Haxton – US$ 1.216.286*

3º – Charlotte Godwin – US$ 620.000

4º – Sergi Reixach – US$ 374.000

5º – Linus Loeliger – US$ 276.000

6º – Christopher Vogelsang – US$ 229.600

Continue Lendo
Advertisement

MAIS LIDAS