Slider
Siga-nos

WSOP

Daniel Negreanu e a sina do 11º lugar no Main Event da WSOP: em 2015 teve cena épica com queda no chão

O canadense ainda segue em busca desse feito da carreira

Publicado

em

Nome mais popular do poker mundial, Daniel Negreanu tem uma curiosidade enorme quando o assunto é Main Event da WSOP. O canadense nunca alcançou a mesa final mais importante do torneio e bateu na trave da decisão em duas oportunidades num longo intervalo de 14 anos entre elas.

A primeira aconteceu em 2001. Negreanu foi eliminado num gigantesco coin flip de AK contra 66 do jogador Henry Nowakowski. “Se eu tivesse ganhado essa mão, eu teria uma liderança massiva na mesa final”, disse o canadense em uma entrevista antiga. “É uma mão que eu olho para trás como algo que eu não faria agora. Eu deveria ter foldado o AK naquela situação”, disse o canadense, que levou US$ 63.940.

A eliminação de 2015 trouxe uma das cenas mais épicas de todos os tempos da WSOP. O líder Joe McKeehen, disparado em fichas, colocou muita pressão na semi FT. Numa delas, abriu mini-raise com e Negreanu defendeu o big blind com . O flop veio e armou uma baita confusão. McKeehen c-betou 2 blinds e Negreanu foi all in de 14 blinds.

LEIA MAIS: Dante Goya faz história, amassa mesa final e é campeão do Evento #05 Mini do Poker Masters de PLO; Yuri Martins é 4º

O americano deu o call. O turn bateu e abriu ainda mais outs para McKeehen, que seria o futuro campeão daquele ano. O canadense tinha que escapar de cartas de ouro, Q, J e 3 para sobreviver e buscar a mesa final. Só que o river veio e completou a sequência para Joe McKeehen. A reação de Negreanu foi se jogar lentamente no chão, onde ficou por alguns segundos. Uma cena eterna na história da WSOP.

A eliminação valeu um prêmio de US$ 526.778, mas o que ficou para o canadense foi um sabor amargo de mais uma trave.

Daniel Negreanu

WSOP

7 monstros do online “tímidos” na WSOP que podem faturar o 1º bracelete da carreira sem sair de casa

A WSOP Online no GGPoker pode render um capítulo especial para nomes consagrados

Publicado

em

Postado Por

Vousden, Nemeth e Mattsson

O que Andras Nemeth (probirs), Artur Martirosyan (mararthur1), Benjamin Rolle (bencb789), Johannes Korsar (Greenstone25), Niklas Astedt (Lena900), Samuel Vousden (€urop€an) e Simon Mattson (C.Darwin2) têm em comum além do sucesso absoluto no poker online? Nenhum deles possui o cobiçado bracelete da WSOP, o que não é nenhum demérito.

Até porque os sete fenômenos europeus também não possuem, aparentemente, uma relação extensa de participações na série anual de Las Vegas. Até mesmo a versão do Velho Continente não parece ser um grande atrativo para alguns. O que eles têm em comum é que nenhum deles têm mais seis ITMs na WSOP.

Os craques que são tímidos (tanto de participações como de ITMs) na WSOP ganharam uma chance enorme com a realização da WSOP Online no GGPoker. Serão 54 eventos valendo a pulseira dourada a partir do dia 19 de julho.

LEIA MAIS: Em live, Rafael Moraes explica motivos da decisão de aposta de bracelete com Daniel Negreanu: “motivação pessoal”

Confira como é a relação dos sete craques citados na WSOP:

Andras Nemeth – Hungria

ITMs: 3

Ganhos: US$ 55.345

O craque conhecido pelo nick “probirs” é um dos grandes nomes da atualidade. Todos os prêmios do craque foram em Las Vegas, sendo dois em 2019 e um em 2010.

Artur Martirosyan – Rússia

ITMs: 0

Ganhos: 0

Um dos destaques do cenário high stakes de 2020, Artur Martirosyan pode não ter jogado nenhuma vez a WSOP tanto em Las Vegas como na Europa. No ano passado, ele conseguiu um ITM no WSOP Circuit International que rolou em Sochi.

Benjamin Rolle – Alemanha

ITMs: 4

Ganhos: US$ 24.432

O famoso “bencb789” do online foi descoberto por conta de sua participação na WSOP do ano passado, onde conquistou três ITMs modestos. O alemão também tem um cash obtido na edição de 2015 da série.

Johannes Korsar – Suécia

ITMs: 1

Ganhos: US$ 385.639

Um dos grandes fenômenos do online e muitas vezes até esquecido por muitos, o “Greenstone25” tem apenas um ITM na carreira na WSOP. Foi na versão europeia do circuito em Londres no longínquo ano de 2007. Pelo menos foi um grande resultado com a 5ª colocação no Main Event

Johannes Korsar Greenstone25

Niklas Astedt – Suécia

ITMs: 6

Ganhos: US$ 110.645

O “Lena900” talvez seja o jogador da lista com uma relação mais íntima com a série. São seis ITMs conquistados, mas o que vale aqui é o número de anos diferentes dos prêmios: 2019, 2017, 2016 e 2014.

Foto: Neil Stoddart

Samuel Vousden – Finlândia

ITMs: 1

Ganhos: US$ 7.618

Mito do online, Vousden tem apenas um ITM e foi logo no ano passado! Será que o evento de 2019 marcou a estreia do finlandês na série?

Samuel Vousden

Simon Mattsson – Suécia

ITMs: 5

Ganhos: US$ 43.832

O famoso “C.Darwin2” do online tem ITMs com participações em 2019,  2017 e 2014, mas é pouco perto de tudo que já fez no online.

Continue Lendo

WSOP

Em live, Rafael Moraes explica motivos da decisão de aposta de bracelete com Daniel Negreanu: “motivação pessoal”

A aposta entre os dois começa a valer a partir do dia 02 de agosto

Publicado

em

Postado Por

A semana foi marcada pelas apostas paralelas para a WSOP Online. Daniel Negreanu movimentou a comunidade de forma intensa com a abertura do desafio e três craques brasileiros toparam a ideia. Rafael Moraes usou o Instagram para explicar como foi a tomada de decisão da aposta de US$ 25.000.

“O motivo da aposta é muito por EV, mas também muito por motivação pessoal. É difícil hoje, eu com o time, outros negócios, ter a motivação em si para jogar todo santo dia na frente do computador, jogando um torneio mais barato, field muito grande, etc. Agora ter a motivação de uma experiência nova, de enfrentar um jogador dessa magnitude que ele é diferente”, disse Rafa.

Moraes também comentou o fato de Negreanu ser um jogador focado no live. “Obviamente que ele não é hoje, e nunca foi do poker online, mas ele é tem uma representatividade muito grande”, lembrou. O começo da ideia veio de uma sugestão de Marcos Sketch e Moraes se animou quando viu Yuri Martins anunciar o desafio.

“Quando ele fez essa ideia da aposta, o Sketch, há duas semanas falou ‘vamo embora pô, aposta isso aí’, e eu falei ‘Sketch, eu não tenho ideia como vai ser a grade, se vai ter Omaha, Omaha Hi/Lo, Razz, Stud, vamos esperar essa grade sair e dou uma olhada”, brecou Moraes no início.

LEIA MAIS: Com João Simão, Yuri Martins e Rafael Moraes, WPT Shooting Stars terá bounty na cabeça de seis brasileiros; saiba mais

“Só que ontem (quarta-feira) eu vi que o Yuri fez uma aposta com ele e fui ver a grade. São 54 eventos e 49, 50 de NLH. Todos os torneios dos 50, 49 eu ia jogar 100% da vezes. A grande maioria é até US$ 5.000, que são torneios que jogo na minha grade, vai ter um 10K que eu vou jogar, que é o Main Event, e vai ter o Super High Roller Championship de 25K que eu vou jogar”, contou.

Moraes também comentou o fato do pequeno número de torneios de Pot-Limit não afeta no EV da aposta e disse que vai tentar se preparar para eles.

“Os de US$ 400 eu vou jogar, os de US$ 800, vou tentar me defender ali. A gente debateu, os sócios do 4bet, eu e o Crema, e vimos que a gente tem muita edge nos torneio grandes. O Negreanu não é bom nos torneios do online, ele é bom ao vivo, de pegar tell, o forte dele são os jogos diferentes, Stud, Razz, 2-7”, continuou.

O craque terminou dizendo sobre a motivação que a aposta ia gerar. “Falei pro Crema que ia me motivar demais, pode ser algo legal a motivar a gente a estudar, estar mais focado, e ele se animou também, tentamos convencer o Will, mas ele não quis. Eu e o Crema estamos com tudo nessa parada”, finalizou Moraes.

A aposta de Moraes, Crema e Yuri Martins começa a valer no dia 02 de agosto, data que Negreanu vai para o México jogar os torneios do GGPoker. A base da aposta é simples: vence se um dos jogadores ganhar o bracelete e o outro não. Se ambos ganharem, independente do número, é um empate. Mesma coisa caso ninguém ganhe. A dupla do 4bet Poker Team apostou US$ 25.000 e Yuri Martins optou pelo máximo de US$ 100.000.

Moraes disse acreditar que Negreanu tem quase US$ 2 milhões em apostas. Será que ele vai derrubar todo mundo?

Continue Lendo

WSOP

Nick Schulman fala sobre ego no poker e revela problemas na profissão; entenda

O player não recomendaria alguém entrar no poker tão jovem como ele

Publicado

em

Postado Por

(Crédito: PokerCentral)

Ele tem três braceletes da WSOP, mais de US$ 13 milhões de ganhos em torneios ao vivo, título da Triton… já sabe de quem estou falando? Se você disse Nick Schulman está certíssimo. 

O profissional americano e um dos nomes mais importantes do poker mundial revelou um pouco mais de si durante entrevista para Paul Phua. Na conversa, Nick contou que entrou no poker quando ainda era muito novo e não recomendaria isso para quem pretendesse fazer o mesmo. “Mas no geral eu sou grato e sei que estou aqui o suficiente”, disse. 

LEIA MAIS: Três motivos que fazem as apostas de braceletes de Daniel Negreanu na WSOP Online geniais

LEIA MAIS: Melhores do Twitter: João Vieira manda a real sobre o ME, Phil Hellmuth recebe elogio e Jason Koon tilta Tan Xuan

O craque também revelou que “caiu” no poker meio que sem querer, apenas aconteceu. “Eu nunca pensei conscientemente sobre isso como uma escolha de carreira, eu realmente meio que caí nela”, falou. 

Nick Schulman ainda falou sobre as reflexões que tem tido ao chegar perto dos 30 anos de idade. “Eu dediquei muito tempo ao poker ao longo dos anos e muito disso foi insalubre, francamente, eu não recomendaria”, contou.

Logo em seguida, após reforçar ser grato pelo esporte da mente, o craque contou ter tido problemas de saúde por causa da profissão. “Passei por alguns problemas psicológicos ao longo dos anos, foi uma época sombria e, para manter minha cabeça nos eixos, preciso me cercar de pessoas boas e estou sendo o melhor tipo de pessoa que eu posso”, confessou.

O americano também deu mais detalhes sobre algumas coisas que precisou avaliar em si mesmo nos últimos anos. “Você acha que muitas vezes sendo um jogador de poker nada é culpa sua. Por anos, eu fui muito competitivo e negava a variação que estava acontecendo”, falou.

Sobre essa situação que precisou lidar com o ego, Nick foi claro: “eu levo o jogo para casa comigo e isso é difícil quando você é um jogador de poker. Eu decidi que não quero mais ser assim porque o poker é um tipo de empreendimento a longo prazo”, disse.

Quer saber mais o que Nick Schulman revelou? Confira a entrevista completa abaixo:

*o conteúdo do vídeo é restritamente em inglês

Continue Lendo
Advertisement

MAIS LIDAS