Siga-nos

WSOP

Com experiência de morar nos EUA, Matu Lessa não crê em WSOP cancelada, mas vê chance de marca ruim: “pode impactar”

O craque confessou estar esperando novos rumos do coronavírus para decidir

Publicado

em

A epidemia do coronavírus já virou assunto do poker há semanas quando a Triton Series, em Jeju, na Coréia do Sul, foi cancelada. De lá pra cá a preocupação com o vírus ficou ainda maior e um debate muito importante tomou conta da comunidade de poker: o que vai acontecer com a edição de 2020 da WSOP?

Muitas pessoas já declararam que não vão correr o risco de viajar para Las Vegas, cidade repleta de pessoas do mundo inteiro, para jogar o evento. Bruno Foster foi um dos nomes do poker brasileiro que declarou que a WSOP deveria cancelar o quanto antes para não prejudicar os jogadores. Para Mateus Lessa, por exemplo, isso não deve passar pela cabeça dos organizadores.

“É quase impossível que a WSOP cancele o evento. Os caras só tem a ganhar, mesmo que seja um fracasso de público, que caia drasticamente. Eles não tem porque deixar de ganhar o que dá para ser ganho. O investimento não é uma coisa de louco”, opinou Matu. Por outro lado, o paulista enxerga a possibilidade de uma “mancha” na história do torneio.

“Eles vão cair muito e isso pode impactar nos outros anos depois de uma sequência de crescente dos fields que eles conseguiram engatar. Para eles ter um field de Main Event com 5.000 entradas é muito ruim, mesmo que todo mundo saiba que é por causa do vírus”, disse Matu. Em 2019, o evento principal teve 8.596 jogadores, o segundo maior da história.

LEIA MAIS: Martin Olali supera holandeses no 3-handed e é campeão do Main Event do Unibet Open Dublin 2020

O paulista também pensa que tem muita coisa para rolar até junho. “A coisa ainda tá se disseminando, acho que pra ter uma resposta mais definitiva que possa direcionar o que vai acontecer, a gente precisa aguardar o desenrolar desse mês”, falou o craque.

“Eu estou de stand-by. Hoje eu não iria, mas vou esperar o movimento para tomar a melhor decisão. Que é o que jogador de poker faz”.

Matu já morou nos Estados Unidos e acha que a possibilidade do cancelamento não vai causar um estrago tão grande entre quem está lá. “A galera, a grande maioria, joga cash game. Claro que perde o charme de não ter ou estar diminuído o maior evento do ano, mas não necessariamente vai ser uma preocupação. Impacta, mas não tanto assim”, analisou.

Até o momento, a WSOP não se posicionou oficialmente sobre a possibilidade de cancelamento da série. No final da semana passada, inclusive, eles divulgaram um comunicado lembrando que faltam três meses para o evento.

WSOP

WSOP Circuit online entra na reta final e já tem 13 campeões; veja quem garantiu o anel virtualmente

O último vencedor do festival foi o grinder Thomas “OtB_RedBaron” Lim

Publicado

em

Postado Por

James Carroll conquistou o primeiro anel da carreira

Com os torneios de poker ao vivo adiados e os clubes fechados em decorrência da pandemia do Coronavírus, a alternativa para muitos jogadores e organizadores de eventos foi focar no online. O Poker Masters e o BSOP já se prontificaram para realizar festivais nos feltros virtuais, mas o primeiro grande circuito a iniciar um foi a WSOP Circuit.

Bastante afetada pelo surto do vírus, com mais de oito eventos cancelados ou adiados, a maior marca de torneios do mundo criou uma série com 18 eventos. Vale lembrar que os torneios são disputados na plataforma WSOP.com onde apenas três estados dos Estados Unidos são permitidos jogar: Nevada, New Jersey e Delaware.

LEIA MAIS: Garry Gates recorda mão contra Hellmuth na WSOP 2011 com debate e “piti” do rival; confira

No total, 13 eventos foram concluídos e conhecerem seus campeões. Vários nomes importantes conquistaram bons resultados em mesas finais, como Anthony Zinno e Calvin Anderson, por exemplo, mesmo sem levarem o título. Quem brilhou por enquanto foi Matt Stout dois anéis e fez cinco ITMs. Ele lidera o ranking da série.

A WSOP ainda não tomou uma decisão do que vai acontecer com a série principal, marcada para começar no dia 27 de maio.

Confira a lista completa dos 13 vencedores até então:

Evento #1 – Vijay “Eclypzed” Para – US$ 41.895

Evento #2 – Matt “RubberFist” Stout – US$ 43.286

Evento #3 – Brian “JackBogle” Altman – US$ 32.781

Evento #4 – Shankar “burgesssss” Pillar – US$ 74.776

Evento #5 – Jaime “mooseman1710” Reyes – US$ 41.232

Evento #6 – James “meatsweats” Carroll – US$ 53.361

Evento #7 – Thomas “mag8500” Maguire – US$ 23.608

Evento #8 – Kenneth “ace710” Neri – US$ 59.472

Evento #9 – Jonathan “Art.Vandelay” Dokler – US$ 77.910

Evento #10 – Kyle “Kdruck” Draucker – US$ 27.011

Evento #11 – Matt “RubberFist” Stout – US$ 63.234

Evento #12 – William “swaggyb” Corvino – US$ 40.512

Evento #13 – Thomas “OtB_RedBaron” Lim – US$ 49.465

Continue Lendo

Circuit

Matt Stout garantiu o quinto anel da WSOP Circuit após nove dias de conquistar o quarto título

O player havia conquistado o quarto anel no Evento #02

Publicado

em

Postado Por

(Crédito: WPT)

Num período de nove dias Matt Stout conquistou uma façanha daquelas. Depois de ganhar o quarto anel na WSOP Circuit, no Evento #02, o americano conquistou o quinto anel no Evento 11: The BIG $ 500 – NLHE. 

Pela vitória, Stout ganhou US$ 63.234 após vencer Eric Vanauken no heads-up que, por sua vez, levou US$ 35.957 para casa. Completando o pódio aparece Yong Keun Kwon puxando US$ 21.326. 

LEIA MAIS: Moneymaker brasileiro? “AAAArthur” conquistou a vaga para o Sunday Million de Aniversário gastando centavos

Juntando este prêmio com os US$ 43.286 do Evento #02, Matt Stout já garantiu a bagatela de US$ 106.520 para adicionar no seu bankroll de torneios online. Já no ao vivo, o player acumulou US$ 4.217.907 de ganhos. 

A maior forra de Matt foi no Evento #31 da WSOP, em 2013, quando o jogador levou US$ 313.370 pela 2ª colocação. Inclusive, o player já esteve várias vezes entre o 2º e 3º lugar nos pódios do maior evento de poker do mundo. 

Confira  a premiação dos finalistas:

1º – Matt Stout (EUA) – US$ 63.234

2º – Eric Vanauken (EUA) – US$ 35.957

3º – Yong Keun Kwon (EUA) – US$ 21.326

4º – Matt Berkey (EUA) – US$ 16.366

5º – Jake Toole (EUA) – US$ 13.887 

6º – Joshua Faris (EUA) – US$ 11.407

7º – Brett Shaffer (EUA) – US$ 8.679

8º – Thomas Kornechuk (EUA) – US$ 5.703

9º – Michael Michnik (EUA) – US$ 3.968

Continue Lendo

WSOP

Brian Altman e Shankar Pillai vencem eventos online da WSOP Circuit e garantem anéis da série

A série é uma alternativa para o cancelamento dos torneios presencias

Publicado

em

Postado Por

Brian Altman

A WSOP Circuit teve oito eventos afetados pelo novo Coronavírus. Seis deles estavam previstos para acontecer nos EUA, um na França e outro na República Tcheca. Desse montante, alguns foram suspensos e outros adiados sem data definida. Para contornar essa situação de cancelamento em massa, a WSOP criou uma série online.

São 18 eventos valendo o cobiçado anel da série no site WSOP.com (apenas para os estados de New Jersey, Nevada e Delaware dos Estados Unidos). Nos primeiros dias do festival virtual, dois jogadores renomados já conquistaram títulos: Brian Altman e Shankar Pillai. Eles cravaram, respectivamente, os eventos #3 e #4.

LEIA MAIS: Regular de live, Marcelo Giordano pede clubes fechados e conta solução para o momento: “ficar sem jogar a gente não vai”

Para vencer o Evento #3, com buy-in de US$ 215, Brian Altman teve que passar por cima do field de 669 entradas. Pilotando a conta “JackBogle”, o americano levou US$ 32.781 e o seu segundo anel do circuito.

O Evento #4 foi um High Roller 6-Max com buy-in de US$ 1.000 e duas reentradas permitidas por jogador. Shankar Pillar, pilotando a conta “burgersssss”, superou o field de 290 entradas no total para levar a bolada de US$ 74.776. O craque Calvin Anderson “projector52” foi uma das atrações da FT e ficou no 5º lugar.

Vale lembrar que a série online no WSOP.com tem um ranking valendo uma vaga no WSOP Global Casino Championship.

Continue Lendo
Advertisement

MAIS LIDAS