Siga-nos

KSOP

Argentino Jose Grill joga em altíssimo nível e é o grande campeão do Main Event do KSOP Rio de Janeiro: “um sonho”

O profissional superou o gaúcho Ericson Antunes no heads-up para levar o título

Publicado

em

(Crédito: KSOP)

A segunda passagem do KSOP pelo Rio de Janeiro repetiu uma história parecida com a da última vez. O campeão do Main Event fala castelhano de novo! O grande vencedor do torneio foi o argentino Jose Gerardo Grill, que deu um baita show na mesa final para ficar com o título mais importante da primeira etapa do circuito em 2020.

Grill deixou para trás o field de 921 entradas para levar a super forra de R$ 281.000 pela conquista mais importante de sua carreira.

“Estou um pouco sem palavras, muito emocionado. A verdade é que era um objetivo. Sei que é muito difícil, era mais que um objetivo, é um sonho a cumprir ganhar um torneio grande no Brasil. Estava jogando outros circuitos, mas é a primeira vez que venho para o KSOP. Ganhar o Main Event na primeira vez é algo inalcançável, difícil de superar”, foram as primeiras palavras do tranquilo campeão.

Jose mostrou bastante habilidade para derrubar uma mesa final complicada. “Foi dura. Os stacks estavam muito parelhos, rivais duros. Me ajudou estar bem em fichas e ter paciência e tranquilidade para poder levantar, confiando em meu jogo”, falou o hermano.

Uma das histórias legais do título é que ele dividiu a mesa final com o amigo e compatriota Nicolás Velarde, eliminado em sexto. “O Nico é um argentino muito, muito bom. Só viemos em sete argentinos e dois fazerem a mesa final foi algo incrível, então estou muito feliz. Uma pena que ele caiu um pouco antes, era um sonho fazer heads-up juntos”, comentou Grill.

LEIA MAIS: DE VOLTA PRA CASA! KSOP divulga grade e garantido da etapa de Balneário Camboriú, em março

LEIA MAIS: Mundo Poker celebra o primeiro ano de existência na comunidade do esporte da mente; confira a trajetória deste período

O profissional está acostumado a viajar para circuitos em toda a América do Sul e agora já tem um novo objetivo para temporada. “O que pensamos quando viemos para cá e sabíamos que tinha um ranking que dava um bom prêmio. Sem dúvida era um objetivo lutar pelo ranking, agora ganhando o Main Event vamos para todas as paradas”, cravou.

Uma das mãos que impulsionou Jose Grill para o título foi quando ele eliminou o ótimo jogador Paulo Filho na sétima colocação em all in pré-flop de AA contra JJ. O 3-handed do torneio também foi bastante interessante. Grill e o colombiano Giovanny Perez praticamente duelaram fervorosamente com Ericson Antunes praticamente assistindo o duelo de camarote.

Depois de vários all ins e calls entre os gringos, Jose levou a melhor e derrubou Giovanny na terceira colocação. O heads-up começou com uma vantagem de mais de 2 para 1 e não demorou muito tempo para acabar. Jose acertou uma sequência num flop e viu Ericson ir all in com pedida para sequência. O board segurou e ele fez a festa.

Por fim, ele deixou uma dedicatória. “Gostaria de nomear muita gente que está comigo no dia-a-dia. Muitos amigos, muita família. Quem sabe o quanto é difícil essa vida de jogador de poker. Mas vai para minha filha e minha mulher”, finalizou.

O KSOP volta a animar os amantes do poker entre os dias 25 a 31 de março com a segunda etapa na belíssima cidade de Balneário Camboriú. O evento terá R$ 3.000.000 garantidos. Nos vemos lá!

Confira como foram todas as eliminações da mesa final

9º lugar – Rafael Huisman (Holanda) – R$ 27.000

Blinds 50.000 / 100.000 com big blind ante

O holandês que mora em São Paulo começou a mesa final com apenas 4 big blinds. Ele tinha apenas 160.000 fichas no small blind e “completou” o raise de Giovany Perez de 180.000 do botão. No showdown, o colombiano tinha e Rafael Tp7c. O board foi e o gringo se despediu do torneio.

8º lugar – Tony Baggio (São Paulo/SP) – R$ 34.000

Blinds 50.000 / 100.000 com big blind ante

Depois de perder um pote importante, Tony Baggio foi all in de 1.000.000 no small blind e Giovanny deu call no big. No showdown, o experiente jogador tinha contra o do colombiano. O board correu e selou a queda do icônico jogador paulista.

7º lugar – Paulo Filho (Santos/SP) – R$ 43.000

Blinds 80.000 / 160.000 com big blind ante

Gerardo Grill abriu raise de 345.000 fichas no UTG. A ação chegou em Paulo Filho, no CO, que 3-betou para 900.000. O argentino gastou um time bank e anunciou all in de 4.500.000. Paulo tinha cerca de 1.900.000 para trás, pensou muito e acabou dando call. No showdown, Grill tinha e não teve problemas para superar o de Paulo no board .

6º lugar – Nicolás Velarde (Argentina) – R$ 55.000

Blinds 80.000 / 160.000 com big blind ante

Short stack, o craque argentinou anunciou all in de 1.000.000 do botão e recebeu call de Giovanny Perez no big blind. O de Nicolás não teve chance contra o de Giovanny após o board .

5º lugar – Temisthon Medeiros (Maceió/AL) – R$ 72.000

Blinds 100.000 / 200.000 com big blind ante

Richardson no CO abriu raise de 450.000 fichas. Temisthon, bem short, foi all in de 565.000 no big blind. No showdown, melhor para o capixaba que venceu o coin flip de contra no board acertando uma trinca no flop.

4º lugar – Richardson Cau (Vitória/ES) – R$ 96.000

Blinds 125.000 / 250.000 com big blind ante

Com apenas três big blinds, o “highlander” Richardson foi all in de 750.000 fichas no small blind e Jose pagou no big blind. No showdown, o brasileiro tinha e o argentino . O flop foi e abriu flush draw para Richardson, mas o turn e o river decretou a queda.

3º lugar – Giovanny Perez (Colômbia) – R$ 130.000

Blinds 200.000 / 400.000 com big blind ante

Depois de muitos confrontos com Jose Grill, Giovanny foi all in do small de 4.300.000 fichas e o argentino pagou do big. No showdown, ele estava dominado com contra o . O board foi .

2º lugar – Ericson Antunes (Passo Fundo/RS) – R$ 200.000*

1º lugar – Jose Grill (Argentina) – R$ 281.000*

Blinds 200.000 / 400.000 com big blind ante

Jose deu limp e Ericson deu check no big blind. O flop foi e o gaúcho saiu liderando all in de 4.600.000 e o argentino só teve o trabalho de dar instacall. Ele tinha com uma sequência contra o do gaúcho que só poderia buscar o empate. Turn e river encerraram o KSOP Rio de Janeiro.

*deal no heads-up

KSOP

Mundo Poker Review: Fernando Olímpio analisa set over set entre Carol Dupré e Anderson Vasconcelos no KSOP RJ

O comentarista analisa mão do eletrizante heads-up entre a dupla no Freezeout

Publicado

em

Postado Por

O Mundo Poker Review é um dos novos quadros do site. Aqui, o comentarista Fernando Olímpio vai analisar mãos interessantes que aconteceram e despertaram uma curiosidade mais profunda no público. Nesta edição, ele fala sobre uma parada repercutiu bastante durante as transmissões do KSOP Rio de Janeiro.

A jogada é um set over set entre Carol Dupré e Anderson Vasconcelos durante o heads-up do torneio Freezeout, um dos paralelos mais importantes da grade do KSOP. Ambos os jogadores acertaram uma trinca “escondida” no board e geraram um grande pote. Anderson levou a melhor nessa, mas Carol deu a volta por cima e cravou o evento.

LEIA MAIS: Mundo Poker Review: Tomei raise no river, o que fazer? Confira a análise de mão jogada na FT do ME do KSOP RJ

Confira a análise completa de Fernando Olímpio no Mundo Poker Review:

Continue Lendo

KSOP

Sensibilizada com o momento, Kings Eventos vai distribuir valor da “caixinha” de quase R$ 100.000 do KSOP BC para os colaboradores; entenda

Empresa anunciou a medida em comunicado oficial nesta quarta-feira (25)

Publicado

em

Postado Por

(Crédito: KSOP)

O adiamento do KSOP Balneário Camboriú e com todos os clubes de poker fechados ao redor do país por conta da pandemia do Coronavírus pegou muitas pessoas ligadas ao poker desprevenidas. Sensibilizada com a situação, a Kings Eventos teve uma ideia para ajudar seus colaboradores que estavam confirmados na segunda etapa de 2020.

Os dealers, equipe de material, caixas, staff e imprensa que participam do rateio de 3% da famosa “caixinha”, irão receber o valor correspondente da premiação garantida de R$ 3.000.000 anunciada para a etapa de Balneário. Assim, R$ 90.000 serão distribuídos para a equipe com o intuito de amenizar o momento ruim.

Confira a nota oficial da Kings Eventos:

Continue Lendo

KSOP

URGENTE: KSOP Balneário Camboriú é adiado em decorrência do Coronavírus

A decisão foi tomada na tarde desta sexta-feira (13)

Publicado

em

Postado Por

(Crédito: KSOP)

Assim como já havia ocorrido em diversos lugares do mundo, a pandemia do Coronavírus chegou com força no Brasil. E isso afetou o poker nacional. Em um comunicado oficial, a Kings Eventos decretou o adiamento da segunda etapa do KSOP em 2020, que seria na cidade de Balneário Camboriú entre os dias 25 a 31 de março.

Ainda não há data para a realização da nova etapa. Confira o comunicado completo:

Continue Lendo
Advertisement

MAIS LIDAS